Acusados de assaltos trocam tiros com o BEPI e morre, na zona rural de Caruaru

1

No final da tarde deste sábado (14), na vila Canaã, zona rural de Caruaru, equipes do BEPI receberam informações dando conta que haviam três indivíduos em uma casa na referida localidade, que estavam praticando diversos assaltos na cidade de Toritama e que também traficavam entorpecentes e que um dos indivíduos era foragido do Presídio de Canhotinho.

De posse de tais informações, os policiais seguiram para o local indicado onde foram recebidos por Angélica Alves da Silva, de 25 anos de idade, que logo saiu correndo pela porta da frente, e logo atrás dela na sala da casa estava um indivíduo que realizou disparos de arma de fogo contra as equipes, logo foi repelida a injusta agressão, em sequência no quarto da residência outro elemento efetuou disparos, gritando em voz alta que ninguem entrasse, para cessar a injusta agressão foi realizado disparos em desfavor do mesmo, ainda no muro da residência um indivíduo com uma espingarda calibre 12, atirou contra os policiais, que também foi de imediato foi revidada a agressão.
Ainda dentro da casa após uma busca foi encontrado aproximadamente 140 gramas uma substância esverdeada, aparentemente maconha prensada, material para embalagem dos entorpecentes, uma moto com restrição de roubo, 2 revólveres calibre 38 com 5 munições deflagradas 2 munições pinadas e 4 munições intactas, uma espingarda cal. 12 de fabricação caseira, juntamente com um cartucho pinado e dois aparelhos celulares.

Após o confronto as equipes prestaram o devido socorro aos indivíduos baleados, que foram encaminhados ao hospital de Toritama, onde ao chegar no hospital, foi constatado o óbito dos mesmos. O material apreendido e a imputada, foram levados para a delegacia de Caruaru a fim de serem tomadas as medidas cabíveis.

Os mortos foram identificados pelos nomes de JOSÉ MANOEL DA SILVA, de 25 anos, EDJALMA MANOEL DA SILVA, de 42 anos e LEON SOUZA TENÓRIO.

Ainda durante a entrega do procedimento na DP de Caruaru, a vítima da motocicleta apareceu para reconhecer o veículo, como também reconheceu a arma usada no crime.

Comentários