Alpha Edtech vai pagar alunos para fazer curso de programação e oferecerá emprego

Alpha Edtech seleciona alunos para curso de programação
Alpha Edtech seleciona alunos para curso de programação

A Alpha Edtech, escola de programação, estão com inscrições abertas, para todo o Brasil, para a 2ª edição do curso de tecnologia. A escola é conhecida por pagar ao aluno para estudar e garantir emprego ao final do curso.

Para este ano, além de priorizar jovens em situação de vulnerabilidade social, a ideia da startup social, sem fins lucrativos e de formação acelerada, é alcançar número maior de mulheres nas inscrições e na seleção.

Publicidade

Publicidade

Alpha Edtech seleciona alunos para curso de programação
Alpha Edtech seleciona alunos para curso de programação

Alpha Edtech quer mulheres no programa

Em entrevista para o site Terra, a diretor do projeto e fundadora do Alpha Lumen, Nuricel Villalonga, contou que a ideia é ajudar na redução de déficit de profissionais do gênero feminino em tecnologia.

Isso porque, de acordo com uma Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 20% do mercado de tecnologia é composto por mulheres.

Em 2020, para a turma de estreia, a Apha Edtech recebeu 2.581 inscrições de todo o Brasil, sendo 39% mulheres e 61% homens.

Publicidade

Publicidade

“Furamos a bolha na primeira edição tendo um número bom de inscritas e melhor ainda no grupo selecionado, que ficou composto por 55% de homens e 45% de mulheres. A meta é chegar a 50-50 esse ano, sem reserva de vaga”, explica Nuricel para o Terra.

Entre as primeiras selecionadas na Alpha Editech está Andréa Jainy Gomes de Souza, de 25 anos, de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. A aluna contou ao site Terra que ficou desempregada no início da pandemia e que precisou trancar a faculdade de Administração.

“Sempre gostei muito de games, mas achava que a tecnologia não era para mim por ser um ambiente predominantemente masculino”, explicou.

Foi através da matéria publicada no Estadão que Andréa conheceu a Alpha Edtech e se inscrever no processo seletivo. Segundo a aluna, “a tecnologia surgiu como oportunidade que eu abracei e me completou”.

Alpha Edtech: Inscrições para 2021

Os interessados podem se inscrever, de forma gratuita e on-line, até o dia 25 de junho. Atualmente, há inscrições para 60 vagas. Saiba mais sobre o processo abaixo.

Para participar, é importante que o interessado tenha experiência em linguagem de programação ou na área de tecnologia.

O curso tem duração de três semestres, ou seja, um ano e meio, e carga horária de cerca de 8 horas por dia. Neste período, o aluno aprende conteúdos técnicos de desenvolvimento web e aprimora conhecimento em soft skills e no idioma inglês.

Durante os 18 meses, os estudantes também participaram de atividades, como oficinas, webinars e desafios, que são desenvolvidas pelas mais de 20 empresas, nacionais e internacionais, parceiras da iniciativa, as quais serão responsáveis pelas contratações ao final do curso.

Candidatos selecionados recebem auxílio mensal

Publicidade

Publicidade

Os alunos que quiserem ingressar na Alpha Edtech recebem, desde o primeiro semestre, um auxílio mensal de R$ 1 mil.

Foi com esse dinheiro que Andréa ingressou em uma nova graduação, em Service Design pela Uninassau. O valor também é um auxílio para pagar as contas de casa.

“Eu e outras mulheres que atuam com tecnologia estamos lutando para abrir espaço e sermos reconhecidas pelo nosso trabalho. É como se a gente estivesse asfaltando as ruas para que as mulheres do futuro tenham oportunidades e vejam que a área é para qualquer pessoa, independentemente de gênero ou classe social”, explicou.

Sobre o processo seletivo

É importante saber que o candidato inscrito passa por webinars preparatórios e participa de diversas avaliações diagnósticas, como lógica matemática e análise de perfil.

Os finalistas também são entrevistados individualmente e as avaliações devem ocorrer, de forma on-line, entre junho e agosto. Os selecionados iniciam o primeiro ciclo em setembro.

1º ciclo- Aspirante Júnior: São seis meses com 8h diárias de dedicação integral nas atividades de formação. Essa etapa é totalmente online, pela plataforma da Alpha Edtech, sendo parte das atividades em tempo real e outras assíncronas.

2º ciclo – Aspirante Pleno: Nessa etapa o aspirante continua mais 6 meses sua formação online, sendo 4h na empresa e 4h na Alpha Edtech.

3º ciclo – Aspirante Sênior: O aspirante tem mais 6 meses de formação, sendo 6h na empresa e 2h de preparação na Alpha Edtech. Ao final do ciclo acontece a cerimônia de formatura.

Publicidade

Fonte: Terra

Publicidade

Bruna SantosJornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
Veja mais ›
Fechar