Auxílio Doença: Novas Regras de 2021 pode facilitar acesso ao benefício. Entenda!

Auxílio Doença: Novas Regras de 2021 pode facilitar acesso ao benefício. Entenda!
Auxílio Doença: Novas Regras de 2021 pode facilitar acesso ao benefício. Entenda!

O auxílio-doença deve sofrer alterações em 2021. Segundo especialistas, isso pode resultar em um impacto de cerca de R$86,9 bilhões em 30 anos para o INSS e anular uma parcela da economia que estava prevista depois da reforma da Previdência. 

O que está em jogo, no momento, é a tese de que os trabalhadores podem contar o tempo em que receberam o auxílio para fins de carência no pedido de outros benefícios, como a aposentadoria.

Publicidade

Publicidade

Na prática, essa medida pressiona o deficit da Previdência, pois permite que o trabalhador contabilize o período de afastamento como tempo de contribuição efetiva.

Auxílio Doença: Novas Regras de 2021 pode facilitar acesso ao benefício. Entenda!
Auxílio Doença: Novas Regras de 2021 pode facilitar acesso ao benefício. Entenda!

Consequências das mudanças no auxílio-doença

A decisão deve ter repercussão geral. Ela servirá de base para orientar todas as ações que são movidas contra o INSS no Brasil. 

Hoje, a Justiça toma decisões a favor dos trabalhadores, desde que o recebimento do auxílio-doença venha intercalado com períodos de contribuição. Entretanto, o INSS entrou com um recurso no STF para reverter a ação, usando como base a reforma da Previdência, que entrou em vigor desde novembro de 2019. 

Publicidade

Publicidade

Com a reforma, fica proibida a contagem do chamado “tempo ficto”, em que não há contribuição efetiva, para a concessão de benefícios. O INSS argumenta que a Constituição proíbe que seja concedido o benefício sem indicação da fonte de custeio. 

Mesmo com os argumentos do governo, cinco ministros do STF já se manifestaram contra a União, alegando que há uma jurisprudência formada. 

Os ministros são: Luiz Fux, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Dias Toffoli, ainda faltam seis votos.

As informações são do portal FDR.

Amanda LinoJornalista com mais de 8 anos de experiência. Trabalhou como redatora, repórter e produtora na emissora Nossa Rádio FM e produtora na Metropolitana AM, depois foi diretora-geral do conhecido podcast Mamilos, passou por algumas agências de São Paulo e Rio de Janeiro e agora, além de colaboradora da WebGo Content, é Copy Content na In House da divisão agrícola da Bayer e Host/Criadora do podcast "Me Empresta Seus Óculos".
Veja mais ›
Fechar