Auxílio Emergencial 2021: Governo anuncia início de pagamentos para 6/4 – Veja todas as datas!

O Governo Federal divulgou nesta terça-feira, dia 31 de março, o calendário oficial com as datas para o retorno do Auxílio Emergencial em 2021. Tal como informa o documento, o depósito para os trabalhadores informais e autônomos vai ser feito conforme a data de aniversário de cada um. 

Por outro lado, quem for inscrito no Bolsa Família vai receber a quantia de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS). Todos os pagamentos continuarão sendo creditados por meio do aplicativo da Caixa Econômica Federal, o Caixa Tem, que foi lançado no ano passado justamente com essa finalidade.  

A maior alteração percebida na nova rodada do Auxílio Emergencial consiste no valor. Pois agora os pagamentos chegam no máximo a R$ 375, para as mães solo. As demais famílias vão receber R$ 250. E pessoas que moram sozinhas terão acesso a apenas R$ 150.  

aplicativo caixa tem

Calendário de pagamentos

Ao todo, está previsto o pagamento de quatro parcelas do Auxílio Emergencial 2021. A primeira delas deve ser depositada na conta dos beneficiários em abril. As outras três virão nos meses subsequentes, que são maio, junho e julho.  

Observe a seguir o calendário com as datas exatas em que serão feitos os pagamentos da parcela inicial: 

Cidadãos em geral 

Mês de aniversário  Dia do pagamento 

Dia para saque 

Janeiro 

06/04  04/05 
Fevereiro   09/04 

06/05 

Março  

11/04  10/05 
Abril   13/04 

12/05 

Maio 

15/04  14/05 
Junho  18/04 

18/05 

Julho  

20/04  20/05 
Agosto   22/04 

21/05 

Setembro  

25/04  25/05 
Outubro   27/04 

27/05 

Novembro  

29/04  01/06 
Dezembro  30/04 

04/06 

 

Cidadãos inscritos no Bolsa Família 

Último dígito do NIS 

Dia do pagamento e saque 

1 

16/04 
 

19/04 

3 

20/04 
4 

22/04 

5 

23/04 
6 

26/04 

7 

27/04 
8 

28/04 

9 

29/04 
0 

30/04 

Grupo beneficiado 

equipe econômica do poder executivo, sob comando do ministro Paulo Guedes, determinou que o Auxílio Emergencial irá beneficiar uma parcela mais restrita da sociedade. Sendo assim, mesmo aquele que tiver sido contemplado em 2020, não necessariamente vai receber desta vez. Pelo contrário. Já foi avisado que ao menos 22,6 milhões de pessoas serão excluídas do programa.

Além disso, não há nenhuma possibilidade de incluir novos cadastros. O Ministério da Cidadania declarou que vai fazer uma reavaliação de todos os perfis que participaram do programa em 2021, para determinar quem fica e quem sai.

É possível fazer uma consulta online para confirmar o status do seu perfil e, assim, ficar ciente se vai ou não receber as próximas parcelas. Para isso, acesse o portal da Dataprev a partir do dia 1º de abril e preencha o formulário com o CPF, nome, nome da mãe e data de nascimento. 

Polêmica em torno do assunto 

Toda essa reformulação na estrutura do Auxílio Emergencial referente a 2021 tem sido alvo de crítica dos especialistas em saúde pública nos últimos dias. A Organização Mundial da Saúde (OMS), por exemplo, considera o estado epidemiológico do Brasil como um dos piores entre os países do mundo. 

Fora a vacina, o outro método capaz de conter a rápida propagação do coronavírus é o isolamento social, que exige o fechamento de boa parte dos estabelecimentos comerciais. Mas para que isso seja viável, o governo precisaria pagar uma quantia mais expressiva à população – diferente da que está sendo oferecida atualmente. 

Você também pode se interessar: Auxílio Emergencial Rural: Agricultores têm direito ao benefício? Entenda!

Ludmila Catharina
Uma jornalista de 23 anos, nascida e criada no quadradinho. Encantada por literatura e todas as formas de comunicação. Antes de atuar como redatora, participei dos programas de estágio do Ministério da Justiça, da Defensoria Pública do Distrito Federal e da Câmara dos Deputados. Atualmente, ocupo o papel de estudante, mais uma vez, fazendo especialização em Comunicação Organizacional e Estratégias Digitais no Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB).
Linkedin

Deixe seu comentário