Auxílio Emergencial Municipal: Louveira (SP) pagará R$ 3 mil para estabelecimentos comerciais

Visando minimizar os efeitos da pandemia do coronavírus, a prefeitura de Louveira, no interior de São Paulo, lançou o auxílio emergencial municipal. 

A prefeitura pagará um auxílio de R$ 3 mil em benefícios aos comerciantes que estão sendo afetados pela fase mais restritiva da quarentena. 

O benefício será dividido em três parcelas de R$ 1 mil e terá um investimento de aproximadamente R$ 1,6 milhão.

Conforme nota divulgada pela prefeitura, pelo menos 500 estabelecimentos serão beneficiados. O projeto já foi aprovado pela câmara dos deputados. 

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Alessandro Ribeiro Walter, o objetivo é fornecer apoio para que os comerciantes possam continuar em funcionamento também após a pandemia: 

“Ressaltamos que o auxílio é dirigido somente a proprietários de estabelecimentos que foram obrigados a fechar as portas durante as fases mais restritivas do Plano São Paulo, em respeito às medidas de combate à covid-19. O objeto da Prefeitura é oferecer apoio para que estes comerciantes consigam continuar em funcionamento após a pandemia, pois sabemos que o acúmulo de dívidas gerado pela interrupção do faturamento pode inviabilizar a continuidade destes trabalhos no futuro”, afirma.

prédio prefeitura de louveira
Auxílio Emergencial Municipal: Louveira (SP) pagará R$ 3 mil para estabelecimentos comerciais

Quem poderá receber o auxílio emergencial municipal

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, poderão solicitar o auxílio emergencial municipal os seguintes empreendimentos:

  • Restaurantes e lanchonetes
  • Academias de esportes e centros de ginástica
  • Bares sem entretenimento e bares com entretenimento que realizam shows e afins
  • Lojas de roupas e lojas de calçados
  • Lojas de variedades e quinquilharias
  • Cabeleireiros, barbeiros, manicures e pedicures

Porém, além de terem sido atingidos pelas restrições, os comerciantes precisam atender alguns requisitos, como: 

  • Demonstrar que exerce uma dessas atividades no Município de Louveira, há pelo menos, um ano. 
  • Estar regularmente cadastrado na Secretaria Municipal de Finanças e Economia.
  • Comprovar que possui contrato de locação do estabelecimento empresarial ou equipamentos utilizados em sua atividade econômica.
  • Declarar que possui carência financeira para manutenção do estabelecimento.

Vale ressaltar que, caso um dos beneficiários descumpra as normas sanitárias estabelecidas pelo Plano São Paulo e demais determinações da vigilância Sanitária de Louveira, os valores recebidos terão que ser devolvidos de forma integral.

Como receber o benefício? 

Quem se interessou e se enquadra nos requisitos citados acima, precisa, primeiramente, se cadastrar. 

Para isso, é necessário aguardar o sancionar da lei. Após, Secretaria de Desenvolvimento Econômico irá disponibilizar um link para cadastro e envio dos documentos.

A prefeitura espera que os comerciantes comecem a receber o benefício em abril.

Para mais informações, a prefeitura de Louveira disponibiliza o telefone (19) 3878-9700 e o e-mail: [email protected] Também é possível ter mais informações sobre o auxílio emergencial municipal pelo site da prefeitura.

Amanda Lino
Jornalista com mais de 8 anos de experiência. Trabalhou como redatora, repórter e produtora na emissora Nossa Rádio FM e produtora na Metropolitana AM, depois foi diretora-geral do conhecido podcast Mamilos, passou por algumas agências de São Paulo e Rio de Janeiro e agora, além de colaboradora da WebGo Content, é Copy Content na In House da divisão agrícola da Bayer e Host/Criadora do podcast "Me Empresta Seus Óculos".
InstagramLinkedin

Deixe seu comentário