Saque da 3ª parcela do auxílio emergencial é liberada para nascidos em janeiro

Já não é novidade que todos os meses estão sendo liberadas as parcelas do auxílio emergencial, medida tomada pelo Governo para tentar diminuir os danos efetuados pela pandemia do coronavírus dentro de nosso país.

Veja aqui mais sobre o calendário de liberação dessa nova parcela, quais são as pessoas que serão contempladas com esse benefício e tudo que precisa saber sobre o mesmo.

Publicidade

Publicidade

Continue lendo e fique por dentro de todas as informações relacionadas.

Saque da 3ª parcela do auxílio emergencial é liberada para nascidos em janeiro

Saque da 3ª parcela do auxílio emergencial é liberada para nascidos em janeiro
Saque da 3ª parcela do auxílio emergencial é liberada para nascidos em janeiro | Imagem: Caixa Tem

Os trabalhadores informais e que estão inscritos no CadÚnico – Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal -, dos quais são nascidos no mês de janeiro, podem realizar o saque a partir do dia de hoje, da terceira parcela do auxílio emergencial de 2021.

O dinheiro tinha sido depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal mais precisamente no dia 28 de junho.

Publicidade

Publicidade

Os recursos também podem ser transferidos para uma conta corrente específica, sem nenhum tipo de custo para o usuário.

Até o momento, esse dinheiro apenas poderia ser movimentado por meio do app da Caixa Tem, do qual permite com que sejam feitos os pagamentos de contas domésticas, como é o caso de água, luz, telefone e gás, por exemplo, além de demais boletos, compras em lojas virtuais ou demais compras com o código de QR Code, especialmente em maquininhas de estabelecimentos que são parceiros.

No caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa fica disponível para atendimento entre segunda até domingo, entre as 7h até às 22h. Ademais, o beneficiários também pode fazer a consulta rapidamente por meio do site: auxilio.caixa.gov.br.

O saque original tinha previsão para acontecer no dia 13 de julho, porém, acabou sendo antecipado em duas semanas devido a demais decisões da Caixa. Conforme o banco, essa adaptação dos sistemas tecnológicos e dos demais beneficiários para o sistema de pagamento do auxílio, acabou permitindo o adiantamento desse calendário.

Calendário de pagamento: acompanhe

  • Para aqueles nascidos em janeiro: data de saque 01/07;
  • Para aqueles nascidos em fevereiro: data de saque 02/07;
  • Para aqueles nascidos em março: data de saque 05/07;
  • Para aqueles nascidos em abril: data de saque 06/07;
  • Para aqueles nascidos em maio: data de saque 08/07;
  • Para aqueles nascidos em junho: data de saque 09/07;
  • Para aqueles nascidos em julho: data de saque 12/07;
  • Para aqueles nascidos em agosto: data de saque 13/07;
  • Para aqueles nascidos em setembro: data de saque 14/07;
  • Para aqueles nascidos em outubro: data de saque 15/07;
  • Para aqueles nascidos em novembro: data de saque 16/07;
  • Para aqueles nascidos em dezembro: data de saque 19/07.

O auxílio emergencial foi criado no mês de abril do ano passado pelo Governo Federal, de maneira a conseguir atender as pessoas em condições de vulnerabilidade, que foram mais afetadas diante da pandemia de covid-19.

Ele foi feito o seu pagamento inicial em cinco parcelas de R$600 ou de até R$1,2 mil para as mães que são chefes de famílias, sendo depois, tendo seu prazo estendido até o dia 31 de dezembro de 2020, no tempo de quatro parcelas de R$300 ou até R$600 cada um deles.

Publicidade

Publicidade

Nesse ano, a nova rodada de pagamentos, tem previsão de pagamento entre quatro meses, da qual possui parcelas que vão desde R$150 até R$375, variando de acordo com cada perfil: mulheres chefes de família recebem R$375, enquanto famílias em geral recebem R$250 e por fim, pessoas que moram sozinhas recebem o valor de R$150.

Entenda mais sobre as regras

Por meio das regras que foram estabelecidas, esse auxílio será pago para as famílias com renda mensal com o total de até três salários mínimo, desde que essa renda por pessoa seja menor do que meio salário mínimo.

É preciso que o beneficiário já tenha sido elegível durante o ano passado, visto que não há a abertura de novas inscrições.

Para aqueles que já recebem o Bolsa Família, continuará valendo a regra de qual dos dois valores é ou mais, seja a parcela do programa social ou também do auxílio emergencial.

Publicidade

Continue lendo nosso site para receber informações completas não somente sobre esse benefício, mas também demais possibilidades sociais para os brasileiros, além de demais atualizações sobre política e economia no geral.

Publicidade

Mantenha-se sempre informado aqui em nosso site, notícias atualizadas a todo o momento, com tudo que precisa saber.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário