Governo de São Paulo anuncia auxílio de R$ 1,8mil para órfãos da covid-19

Para atender o grande número dos chamados órfãos da pandemia, ou seja, aqueles que perderam seus pais para a doença, o governo de São Paulo anunciou um auxílio para órfãos em dinheiro para suprir as necessidades básicas. 

Além disso, o Governo já havia anunciado a criação do vale-gás, que será de R$300,00 divididos em três parcelas de R$ 100. 

Publicidade

Publicidade

Para o vale-gás, é elegível para o recebimento as famílias tenham a renda por pessoa inferior a R$ 178,00. Ao todo, o estado pretende apoiar com essa medida um total de 100 mil pessoas.

Veja aqui as informações sobre o auxílio para órfãos de São Paulo e do Brasil.

Dória lança Bolsa Povo que beneficiará órfãos da Covid-19
Dória lança Bolsa Povo que beneficiará órfãos da Covid-19 | Imagem: Exame

Quem terá direito ao auxílio para órfãos da covid-19 em São Paulo

Ainda não foram divulgados muitos detalhes, mas segundo o anúncio do Governador João Dória (PSDB), o valor será de R$1.800,00, divididos em 6 parcelas mensais. 

Publicidade

Publicidade

Governo de SP vai pagar 6 parcelas mensais de R$ 300,00 para pessoas que perderam um parente para Covid-19 e vivem em vulnerabilidade. Nada vai reparar a dor da perda de uma pessoa querida, mas vamos ajudar na reconstrução dessas famílias” – disse Doria em uma rede social. 

Nas próximas semanas, deve ser anunciada a mecânica do projeto, com as datas e formas de recebimento do auxílio para órfãos.

Governo de São Paulo anuncia auxílio de R$ 1,8mil para órfãos da covid-19
Governo de São Paulo anuncia auxílio de R$ 1,8mil para órfãos da covid-19 | Imagem: UOL

Auxílio para órfãos da covid no Maranhão

O governo do Maranhão também divulgou auxílio para órfãos da covid-19 nesta semana. Conforme o governador do estado, Flávio Dino (PSB) será destinado um valor mensal de R$ 500,00 para famílias que recebem até três salários-mínimos e têm crianças em casa.

Para complementar o benefício, o governador também divulgou que o Maranhão fará um sorteio de “dose premiada” com nomes de quem tiver tomado as duas doses da vacina contra covid como uma forma de incentivar a imunização.O primeiro sorteio vai acontecer dia 2 de julho, às 16h.

Governo Federal também pretende lançar um auxílio para órfão

O Governo Federal também pretende um benefício para atender aqueles que perderam os pais durante a pandemia da Covid-19. 

A proposta faz parte do plano de reformulação do Bolsa Família e espera-se que o valor mensal seja de até R$ 250,00. 

Segundo a proposta, a ideia é que o benefício seja concedido automaticamente para crianças e adolescentes até 18 anos que perderam algum responsável familiar em decorrência do novo coronavírus.  

Publicidade

Publicidade

Porém, como faz parte da reformulação do Bolsa Família, a família já precisa estar incluída no programa. 

Com a ação, o governo pretende investir R$ 196,2 milhões em 2022 para ajudar 68 mil crianças e adolescentes de 35 mil famílias. 

Assim como os demais auxílios e programas, a identificação deverá ser feita por meio do Cadastro Único de programas sociais (CadÚnico), que é o instrumento de coleta de informações para identificar todas as famílias de baixa renda existentes no país para fins de inclusão nos programas de assistência social e redistribuição de renda. 

Essas informações, posteriormente, são cruzadas com a base de dados adicionais, como as da DataPrev, para identificar os futuros beneficiários.

Publicidade

A ideia é que o benefício não seja contabilizado na renda do Cadastro Único para o acesso aos programas sociais. Sendo assim, o valor não seria incluído para o cálculo da renda familiar e o município seria responsável por fazer o acompanhamento da nova família da criança. 

Publicidade

Dados da Covid-19 no país 

Segundo dados levantados pelo consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h de segunda-feira, até o dia 28 de junho, o Brasil já registrava 514.202 óbitos por covid-19. 

A média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.626, o menor número desde o dia 9 de março. Completamos uma semana com a média abaixo de 2 mil. 

Considerando à de 14 dias atrás, a variação foi de -18% e aponta tendência de queda pelo segundo dia seguido, após 39 dias em estabilidade ou alta.

Publicidade

Publicidade

O balanço acima é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde e, posteriormente, confirmado pelo Ministério da Saúde por meio do portal.

Amanda Lino
Jornalista com mais de 8 anos de experiência. Trabalhou como redatora, repórter e produtora na emissora Nossa Rádio FM e produtora na Metropolitana AM, depois foi diretora-geral do conhecido podcast Mamilos, passou por algumas agências de São Paulo e Rio de Janeiro e agora, além de colaboradora da WebGo Content, é Copy Content na In House da divisão agrícola da Bayer e Host/Criadora do podcast "Me Empresta Seus Óculos".
InstagramLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário