Beneficiários do auxílio emergencial: Guedes afirma que eles devem ser vacinados nos próximos 4 meses

De acordo com Paulo Guedes (ministro da Economia), entre os meses de abril a julho, o governo é obrigado a vacinar todos os beneficiários do auxílio emergencial.

Ao todo, são mais de 37 milhões de brasileiros que vão receber a nova rodada do auxílio emergencial em quatro meses consecutivos.

Saiba mais a seguir sobre esse assunto.

A vacinação em massa para os beneficiários do auxílio emergencial

paulo guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, quer enfatizar a prioridade de a vacinação ocorre em grande escala.

Tamanha necessidade é notada nos cidadãos que, mesmo sendo beneficiados pelo auxílio, precisam sair de casa para trabalhar e consequentemente ficando expostos ao vírus.

Para Guedes, a vacinação em massa deve ser acelerada para que assim, as pessoas possam ir e voltar de seus trabalhos com segurança.

No caso, esses profissionais constituem a classe de cidadãos mais vulnerável e, mesmo que recebam o auxílio, precisam sair de suas casas para trabalhar e complementar a renda familiar.

Condições dos beneficiários do auxílio emergencial

No anúncio feito pelo ministro, há desigualdade entre as classes de alta, média e baixa renda.

Assim, existem os indivíduos que conseguem tolerar o distanciamento social; enquanto as pessoas que constituem as classes mais baixas, não, pois necessitam trabalhar.

Por isso a urgência em vacinar todos os beneficiários do auxílio, principalmente os profissionais informais.

Alerta de Paulo Guedes

O ministro continua ao ressaltar que embora aconteça a vacinação em massa, é preciso acabar com o impasse: ficar em casa e passar necessidades para manter a sobrevivência, ou sair, com a possibilidade de contrair o vírus.

Nesse caso, é de extrema importância que a vacinação em massa acontece imediatamente para assegurar as camadas mais vulneráveis.

O Brasil aplicou quase 16,49 milhões de doses

Um levantamento feito em conjunto com as secretarias de Saúde, ao relacionar a quantidade de pessoas que tomaram a primeira e a segunda dose, resultou em aproximadamente 16,49 milhões de doses aplicadas.

Estados como Sergipe, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro foram revisados quanto aos dados da vacinação.

Dados sobre a vacinação

No dia 22 de março (segunda-feira), o Brasil registrou a seguinte quantidade de pessoas vacinadas:

  • Número de pessoas que receberam pelo menos uma das doses: 279.559;
  • Número de pessoas que receberam as duas doses: 4.213.858;
  • 23 estados que divulgaram dados novos: AC, AL, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MS, MT, PA, PB, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP e TO.

Aplicação de doses dentro e fora do Brasil

A seguir, reunimos o tamanho da população em outros países e o total de doses aplicadas:

  • Argentina: 44 milhões de pessoas e 3,1 milhões de doses aplicadas;
  • Uruguai: 3,4 milhões de pessoas e 344 mil doses aplicadas;
  • Brasil: 209,5 milhões de pessoas e 14,1 milhões de doses aplicadas.

Em relação aos outros países do mundo, essas três nações se encontram acima da média no quesito vacinação.

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante de leitura e apaixonado por música.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário