Boatos no WhatsApp alarmam a população sobre possível greve dos caminhoneiros

Segundo o ministro da Segurança Pública, os responsáveis por divulgar fake news serão punidos.

0

Uma mensagem que supostamente alerta a população sobre um possível retorno da greve dos caminhoneiros na próxima segunda-feira(03) assustou os motoristas na cidade de Caruaru. O texto assume não ter garantias da veracidade da informação, mas pede aos consumidores “que se preparem e abasteçam seus veículos”. Além disso, novos áudios em circulação na internet confirmariam o comunicado.

No entanto, sindicatos da classe não reconhecem a decisão por uma nova paralisação.

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros e a Associação Nacional de Transporte do Brasil (ANTB) também desconhecem uma nova paralisação. “Pelo que a gente vem monitorando com representantes dos estados isso não passa de fake news. Não tem a mesma mobilização que teve teve a outra. A categoria está insatisfeita por causa do aumento do diesel, mas pelo que estamos observando não tem chance nenhuma de outra paralisação”, informou uma representante da Abcam ao Hoje em Dia.

O presidente da ANTB, entidade que representa os caminhoneiros autônomos, José Roberto, disse que não há nada previsto para este domingo (2) ou para a próxima semana. “Estamos nos unindo para que possamos fazer uma paralisação uma semana antes das eleições”, disse.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou que são falsas as mensagens que têm circulado em redes sociais e aplicativos de celular sobre uma nova greve de caminhoneiros.

Ele disse ainda que os responsáveis por essas mensagens estão sendo monitorados e serão punidos por promoverem a “desordem” e “levando temor à população”.

“A avaliação do governo é de que não haverá nova paralisação nacional na segunda-feira. O que existe é um movimento de fake news promovido por alguns que estão sendo monitorados e que, a partir de uma ordem judicial, serão detidos porque estão promovendo a desordem e, sobretudo, levando temor à população. Mas eu posso assegurar que não existirá paralisação nacional nesta segunda feira. Isso é fake news e não tem fundamento na realidade”, afirmou.

Comentários