Bolsa Família: Bloqueio do Pagamento está suspenso. Entenda

O Bolsa Família é conhecido mundialmente por ser um dos maiores programas de assistencialismo de todo o mundo, desenvolvido para realizar a distribuição de renda em nosso país, lembrado por ser um dos mais desiguais entre várias nações.

Muitas preocupações surgem pelas pessoas que são beneficiadas pelo mesmo, visto que às vezes podem acontecer determinados bloqueios específicos.

Veja aqui informações completas sobre a suspensão do bloqueio do pagamento, que entra nesse quesito e demais questões.

Bolsa Família: Bloqueio do Pagamento suspenso

Bolsa Família: Bloqueio do Pagamento suspenso

Foi informado pelo Ministério da Cidadania que as famílias que estiverem com seus cadastros não atualizados, não terão problemas de bloqueio do benefício, dessa forma, foi suspenso por mais 90 dias o bloqueio dos benefícios distribuídos pelo Bolsa Família.

Segundo foi informado pela Portaria 591 e publicado no Diário Oficial da União, essa medida foi criada com o objetivo de evitar demais aglomerações nos locais para se fazer o cadastro ou também a revisão de dados para se obter o benefício, evitando assim que tanto os indivíduos beneficiados como os servidores, corram o risco de serem contaminados com o corona vírus.

Aconteceu a suspensão dos seguintes serviços do Bolsa Família e do CadÚnico também:

  • A Averiguação Cadastral, que é quando são verificadas as informações declaradas pelas famílias;
  • A Revisão Cadastral, que engloba os programas dos usuários do Cadastro Único, como é o caso do Programa Bolsa Família, analisando assim se famílias sem atualização há mais de dois anos continuam dentro das regras do programa;
  • Demais ações especiais de pagamento,
  • A aplicação dos efeitos causados pelo descumprimento das condicionalidades do Programa Bolsa Família,
  • E por fim, as medidas de bloqueio dos benefícios de famílias que não possuem informação de acompanhamento das demais condições do Programa Bolsa Família.

Como funcionará o novo abono de R$200 do Bolsa Família 2021?

Com um gasto adicional de cerca de R$5 bilhões, ele será criado de forma a reformular o programa Bolsa Família. Essa proposta tem como intenção a de premiar de forma quantitativa R$1,8 milhões de crianças por meio de seu desempenho escolar, nos esportes ou também no auxílio à creche.

A origem dos recursos para que haja a reformulação do orçamento adicional do programa virá do orçamento adicional do programa no ano de 2021. Essa verba passou de R$29,5 bilhões para R$34,8 bilhões para o ano seguinte, conforme proposta orçamentária que já foi enviada para o Congresso Nacional.

Esse projeto tem como principal intenção a de incentivar as pessoas, principalmente exemplos como os vencedores de olimpíadas, como é o caso da de matemática, demais alunos que ganham destaque na Ciência e Tecnologia e por fim, em eventos esportivos. Segundo especialistas do assunto, o prêmio previsto para esses casos é de R$1 mil.

Como funcionará o projeto?

Este projeto do Bolsa Família já foi encaminhado pelo Ministério da Cidadania para o Palácio do Planalto, sendo que no momento, está aguardando por uma definição direta do presidente Jair Bolsonaro e de sua equipe econômica.

Conforme já declarado, o ministro Onyx Lorenzoni prevê que esta proposta seja anunciada pelo governo após a finalização do segundo turno das eleições municipais.

Além da mudança do programa para uma nova plataforma mais prática e moderna, uma das principais mudanças é a cobertura do programa, que será desde a primeira idade até o momento de emancipação, unificando assim demais programas de políticas sociais.

O projeto também vai além da renda mínima de cerca de R$200, mas também com uma ajuda de R$52 para as famílias carentes que tenham em sua composição crianças de até cinco anos de idade, além do auxílio-creche de aproximadamente o valor de R$200 para as mães terem a possibilidade de uma recolocação no mercado de trabalho.

Estas novas regras vão permitir que aqueles que estão cadastrados e perderam seus empregos, possam voltar de forma automática sem ter que passar por todo o procedimento burocrático de retornar para a fila.

Outra novidade já prevista é o uso da inteligência artificial para que haja a intermediação entre os benefícios que estão na idade de trabalho e demais empresas que possuem vagas em aberto.

Assim, o programa também beneficiará cursos gratuitos de qualificação para escolas profissionalizantes e universidades públicas. Segundo Onyx, o Banco Mundial já demonstrou a necessidade de modificar o programa, gerando maiores condições para que os indivíduos tenham uma saída acessível.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário