Bolsa Família: INSS altera cálculo e deixa de considerar alguns benefícios – Entenda

O INSS anunciou uma nova mudança nos critérios para liberação do Bolsa Família. A principalmente alteração se refere à renda per capita. 

De acordo com a decisão, benefícios concedidos para idosos e pessoas com deficiência não serão mais considerados nos cálculos de rendimentos. 

Ou seja, caso uma pessoa com deficiência ou um idoso receba até um salário mínimo, esse valor não irá compor os cálculos para concessão dos benefícios.

Além disso, o mesmo critério será como parâmetro para outros programas do governo, como o novo auxílio emergencial.

mulher com cartão bolsa família
Bolsa Família: INSS altera cálculo e deixa de considerar alguns benefícios – Entenda

Bolsa Família: Novos critérios para concessão do benefício

O Bolsa Família é um auxílio mensal, criado pelo Governo Federal em 2004, visa diminuir as diferenças entre classes sociais e reduzir os índices de pobreza no país. 

Mas para ter direito, é preciso seguir alguns critérios para se enquadrar nas diferentes classes do programa, tais como: 

Parcela básica

Benefício concedido para famílias em situação de extrema pobreza. O valor é de, no mínimo, R$ 89,00 por mês e caráter cumulativo.

Parcela variável

Esse benefício é destinado para famílias em situação de extrema pobreza. O valor por pessoa da família é de R$ 41,00, com a possibilidade de acumular até cinco parcelas por mês. 

Parcela variável para famílias com crianças de 0 a 15 anos

Assim como o benefício acima, ele se destina a família em situação de pobreza, com valor de R$ 41,00 por mês, também cumulativo. 

Parcela variável para famílias com gestantes e em período de amamentação

Esse auxílio pode ser recebido em até nove parcelas durante o mesmo mês. O valor do benefício unitário é de R$ 41,00. Já o destinado à amamentação é valido apenas até o sexto mês de idade da criança. 

Parcela variável para famílias com adolescentes entre 16 e 17 anos

Destinado às famílias que tenham em sua composição adolescentes de 16 e 17 anos. Cada família pode acumular até dois repasses, cada um de 41 reais. 

Benefício para a superação de vulnerabilidade

Benefício destinado exclusivamente para famílias em situação de extrema pobreza. Nesse caso, o valor é calculado com base na renda per capita dos inscritos no programa.

Para mais informações, acesse o site da Caixa.

Amanda Lino
Jornalista com mais de 8 anos de experiência. Trabalhou como redatora, repórter e produtora na emissora Nossa Rádio FM e produtora na Metropolitana AM, depois foi diretora-geral do conhecido podcast Mamilos, passou por algumas agências de São Paulo e Rio de Janeiro e agora, além de colaboradora da WebGo Content, é Copy Content na In House da divisão agrícola da Bayer e Host/Criadora do podcast "Me Empresta Seus Óculos".
InstagramLinkedin

Deixe seu comentário