Bolsonaro diz que auxílio emergencial baixou de R$600 para R$250 “porque não há mais como se endividar”

auxílio emergencial foi uma das medidas adotadas pelo Governo Federal para conseguir suprir o dano causado na economia diante da chegada do coronavírus, do qual obrigou com que vários comércios fechassem para diminuir a contaminação causada pela doença.

No ano passado, o valor desse benefício era de R$600, porém, conforme o passar do tempo e da distribuição do mesmo, agora ele tem seu valor entre R$150 até R$375, o que muda de acordo com a composição familiar.





Veja abaixo mais sobre as justificativas do então presidente para essa redução e fique por dentro de demais informações.

Bolsonaro diz que auxílio emergencial baixou de R$600 para R$250 “porque não há mais como se endividar”

Bolsonaro diz que auxílio emergencial baixou de R$600 para R$250 "porque não há mais como se endividar"
Bolsonaro diz que auxílio emergencial baixou de R$600 para R$250 “porque não há mais como se endividar”. Foto: Reprodução/ISTOÉ.

O então presidente Jair Bolsonaro, falou no dia de ontem, sobre o impacto causado pelo auxílio emergencial durante a pandemia do covid-19.

Conforme o mesmo, algumas iniciativas como o PRONAMPE – Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte -, assim como a colaboração do Congresso Nacional diante das ações de enfrentamento da pandemia, foram de suma importância para que acontecesse a evolução nos índices econômicos e do emprego no ano de 2021.





Terminamos em 2019 com índices bastante animadores. Lamentavelmente tivemos a pandemia em 2020, que persiste até hoje. A pandemia fez com que a gente botasse muitas propostas de governo para depois. Mas nos dedicamos, e muito, pela manutenção de empregos”, afirmou ele em entrevista.

Sobre o aumento da quantidade de empregos, o presidente ressaltou que o balanço das vagas formais durante o ano de 2020, foi bem maior que o de 2019.

No ano de 2021, o Brasil já registrou mais ou menos 1,3 milhões de novas vagas das quais possuem carteira assinada.

O presidente também defendeu mais uma vez as críticas realizadas pela diminuição do valor do auxílio emergencial, do qual passou de R$600 para a média de R$250 no ano de 2021.

Diminuiu porque não tem mais como se endividar”, Conforme declarou.

Ele deu essa declaração no dia de ontem, quando conversava com seus apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

O mesmo também voltou a dizer que o Bolsa Família também terá um reajuste de o valor de 50% até o mês de novembro.

Depois disso, criticou seu principal concorrente das pesquisas eleitorais, que é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O pessoal já esqueceu tudo o que o Lula e a Dilma fizeram contra o Brasil? O Haddad ficou 12 anos no Ministério da Educação e só fez besteira”, comentou.





Os demais levantamentos e pesquisas realizadas tem mostrado o maior desgaste da popularidade de Bolsonaro quando o assunto são eleições de 2022.

O presidente também fez uma crítica sobre o posicionamento de Lula sobre as manifestações da população que tem acontecido em Cuba, onde segundo o mesmo:

Tem jovens morrendo pela liberdade. Aqui no Brasil tem jovens loucos para perder a liberdade”, disse.

Como está funcionando o planejamento?

Diante das expectativas para o futuro, o presidente Bolsonaro já confirmou que está sabendo sobre o desgaste do âmbito político, pedindo com que exista mais transparência dentro da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI -, da Pandemia, da qual está acontecendo no Senado.

O presidente falou também sobre o processo de compra de vacinas, lembrando que a primeira dose que foi aplicada no mundo foi somente em 2020, logo no começo de dezembro, sendo que a vacinação aqui em território nacional teve seu início no mês de janeiro de 2021, um mês depois.

Hoje temos mais de 150 milhões de doses distribuídas, estamos na iminência de começar a produzir o IFA [ingrediente farmacêutico ativo] e temos vacinas brasileiras bastante avançadas. O gasto é grande, e pelo que tudo indica, essa doença [covid-19] não vai nos deixar tão cedo”, disse.



O discurso do presidente foi feito para marcar o aniversário do programa A Voz do Brasil, do qual está no ar há 86 anos.



O auxílio emergencial em questão possui data de previsão para ser pago até o final desse ano, sendo que seus valores são de R$150 para pessoas que moram sozinhas, R$250 para famílias e R$375 para famílias que são comandadas por mulheres.

É importante lembrar que a distribuição desse valor é feita de maneira mensal.

Continue acompanhando nosso site para receber essa e demais informações sobre o auxílio e demais benefícios do governo.





Fonte: Agência Brasil e UOL.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário