Brasil recebe 1 milhão de doses de vacina da Pfizer nesta quarta-feira, 21 de julho

A Pfizer, farmacêutica americana, entregou ontem (20) ao Brasil, aproximadamente 1 milhão de doses da vacina contra a Covid-19. 

O carregamento foi desembarcado no Aeroporto de Viracopos, localizado em Campinas, pois é onde se concentram as entregas da farmacêutica.





Lotes

Até o momento, cerca de 23 lotes da Pfizer foram entregues ao país e, com isso, somam 18 milhões das 200 milhões de doses adquiridas pelo governo federal. 

De acordo com a farmacêutica a entrega das vacinas será intensificada até setembro quando se espera a chegada de mais 70 milhões de doses.

Enquanto isso, a expectativa é que até 1º de agosto cheguem mais 13 milhões de doses da Pfizer.





Entregas

As doses enviadas ao Brasil são produzidas em Kalamazoo, no Michigan (EUA). A partir de lá são encaminhadas ao Aeroporto Internacional de Miami e, consequentemente, ao Brasil.

Como podemos observar, a Pfizer centraliza a distribuição de vacinas no Aeroporto de Viracopos e, a partir de lá, as doses são transportadas para outros destinos. 

Doses chegaram ontem e já estão sendo distribuídas

A logística de tais transportes é realizada pelo governo federal com o apoio da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal em um prazo de 30 minutos a 1 hora.

Durante o desembarque das vacinas, tais equipes acompanham a operação, bem como são responsáveis por escoltar o transporte rodoviário das doses até a cidade de Guarulhos, onde se localiza o centro de distribuição do Ministério da Saúde.

Cronograma

Para atender ao cronograma de entregas destinadas ao Brasil, a expectativa é que a Pfizer encaminhe as próximas doses das seguintes datas: 

  • 21/07: 1.053.000 doses;
  • 22/07: 1.053.000 doses;
  • 23/07: 1.003.860 doses;
  • 25/07: 2.106.000 doses (2 voos);
  • 27/07: 1.053.000 doses;
  • 28/07: 1.053.000 doses;
  • 29/07: 1.895.400 doses (2 voos);
  • 30/07: 889.200 doses;
  • 01/08: 2.106.000 doses (2 voos).

Vale reforçar que a farmacêutica segue com o planejamento de atender ao processo de imunização brasileiro até o fim de 2021.

Anvisa





Inicialmente a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária era de que as condições de conservação e armazenamento das vacinas da Pfizer fossem mantidas em caixas com temperaturas entre -25°C e -15°C por, no máximo, 14 dias. 

No entanto, em maio a Anvisa autorizou que a temperatura fosse controlada entre 2ºC e 8ºC por até 31 dias.

Vale ressaltar que sob as condições anteriores as doses não podiam ser encaminhadas para cidades que estivessem a mais de 2h30 de distância da cidade de São Paulo.

Governo Federal



Ano passado o governo federal ignorou contatos formais da Pfizer a respeito da venda de 70 milhões de doses.



A farmacêutica alertou que se não obtivesse respostas por parte do governo brasileiro as doses seriam encaminhadas para outros países.

Na época, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, recusou a compra alegando dificuldades em realizar o armazenamento das vacinas em baixas temperaturas.

Contudo, em fevereiro deste ano, a vacina da Pfizer foi a primeira a conquistar o registro sanitário definitivo da Anvisa.

Idade





O imunizante da Pfizer pode ser administrado em pessoas a partir de 12 anos de idade com intervalo de 21 dias entre duas doses. É importante dizer que tal vacina é a única autorizada para menores de 18 anos no país.

Apesar de não haver perspectivas concretas da imunização de jovens e crianças nessa faixa etária no Brasil, a ampliação da idade foi aprovada após a Pfizer apresentar estudos indicando a segurança e eficácia da vacina para o grupo.

Inicialmente a Anvisa permitia a aplicação das doses a partir de 16 anos, mas tais estudos foram avaliados e aprovados pela Anvisa.

Vacinação

A vacinação da população brasileira é a principal estratégia do Ministério da Saúde para combater e superar a pandemia do novo coronavírus.

Até o momento, cerca de 90 milhões de brasileiros já foram imunizados com a primeira dose e 34,5 milhões estão totalmente vacinados com duas doses ou dose única. 

O Ministério da Saúde também informou que mais de 154,7 milhões de doses de vacinas Covid-19 foram administradas até agora.

É importante ressaltar que o processo de imunização ocorre sob diferentes campanhas de acordo com os estados brasileiros.

Fonte: G1.

Julia de Paula
Julia é formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e, no momento, atua como redatora para o portal NoDetalhe. Ao longo da carreira, a jornalista tem se especializado em produção de conteúdo otimizado para motores de busca e conversão, além de gerenciamento de mídias sociais e marketing digital.
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário