Em Brasília 1,5 milhão de benefícios são concedidos por programas sociais

Os habitantes do Distrito Federal (DF) receberam mais de 1,5 milhão de benefícios e auxílios concedidos por meio de programas sociais. Estes fatos comprovam a atuação do governo local na esfera social, que atinge frentes como alimentação, educação e moradia.

Veja a seguir como os programas sociais têm atuado no Distrito Federal.

Publicidade

Publicidade

Programas sociais do Distrito Federal

osto de Atendimento DETRAN/DF
Em Brasília 1,5 milhão de benefícios são concedidos por programas sociais (imagem: reprodução/site Correio Braziliense)

Prato Cheio e Pão e Leite

Em Brasília, é a Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES) que recebe os benefícios e faz a administração de inúmeros programas, como auxílios de vulnerabilidade e natalidade, até programas assistenciais.

Dentre esses programas, há o Prato Cheio, no qual, mais de 34 mil famílias que apresentam insegurança alimentar e nutricional têm direito a um cartão que concede R$ 250,00 para ser utilizado na compra de insumos.

Essa assistência inclui o Pão e Leite, programa em que visa garantir o café da manhã das famílias necessitadas por meio de R$ 35,00 mensais.

Publicidade

Publicidade

No primeiro quadrimestre do ano, pelo programa DF Sem Miséria, mais de 624 mil famílias puderam ser atendidas com valores de R$ 20 a R$ 1.045,00.

Tarifa com desconto, CNH Social e RG gratuita

Um dos programas sociais promovidos em Brasília se refere aos descontos na conta de água e esgoto. Do total, 17.690 clientes da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (CAESB) têm 50% de desconto na tarifa da distribuição e tratamento de água e esgoto.

Com o Programa Habilitação Social, o DETRAN/DF tem concedido às pessoas de baixa renda a possibilidade de adquirir, de forma gratuita, a Carteira Nacional de Habilitação. Desde então, cinco mil vagas já foram preenchidas.

Os moradores do DF que possuem renda salarial igual ou inferior a cinco salários mínimos conseguem requerer a segunda via da Carteira de Identidade (RG – Registro Geral) gratuitamente. Cerca de 1.195 brasilienses fizeram uso do benefício.

Área da educação

O âmbito educacional também é tratado com grande importância pelo governo do Distrito Federal. Desde 2020 até então, mais de 290 mil estudantes foram beneficiados pelos programas Auxílio Alimentação Creche, Bolsa Alimentação e Cartão Material Escolar, resultando em R$ 136,9 milhões.

O Auxílio Alimentação Creche é destinado às crianças na faixa etária de zero a cinco anos, que são alunos de creche e instituições que têm vínculo com a rede pública de ensino.

Publicidade

Publicidade

Enquanto ao Programa Bolsa Alimentação, há garantia de que as famílias consigam comprar alimentos enquanto as atividades escolares estiverem suspensas. Ao todo, mais de 68 mil famílias e 106 mil estudantes foram contemplados com o benefício.

Com o Cartão Material Escolar, que atualmente beneficia quase 60 mil estudantes, os alunos podem comprar materiais necessários à educação. Além disso, os profissionais da educação e o corpo estudantil recebem pacote de dados de internet disponibilizados pela Secretaria de Educação do Distrito Federal.

Esporte

Assim como os programas sociais que atuam em Brasília, o esporte também é tido com grande relevância no estado. Recentemente foi lançado o Educador Esportivo Voluntário — investimento cujo intuito se refere a levar 400 profissionais a promoverem, gratuitamente, a prática esportiva para os habitantes.

A ação social ainda se faz presente no Programa Vestindo o Esporte, no qual, as categorias de base, amadora e infantil do futebol são beneficiadas com kits de uniformes esportivos.

Programas sociais atrelados à cidadania

Publicidade

Outra atuação dos serviços sociais faz jus à Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania do Distrito Federal, com a oferta de programas sociais que visam atender pessoas com agressão doméstica, psicológica, física e sexual.

Publicidade

Além disso, tem o Casamento Comunitário, destinado a casais de baixa renda; Reenducandos, aos cidadãos privados de liberdade e os cursos virtuais e oficinas voltadas a estudante.

Fonte: Agência Brasil

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante de leitura e apaixonado por música.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário