Auxílio Emergencial 2021: Veja o dia EXATO para o início do pagamento e relembre as regras. Veja Detalhes

Já está disponível o calendário de pagamentos do auxílio emergencial 2021. Os beneficiários do Bolsa Família começam a receber a primeira parcela no dia 16 de abril. Porém ainda não há previsão para que os demais brasileiros inscritos no CadÚnico e que não fazem parte do Bolsa Família recebam o benefício.

Mas a Caixa afirma que estes grupos terão um calendário específico em breve, e que é possível que recebam a primeira parcela antes do dia 16 de abril. Além disso, é possível que a nova rodada do auxílio emergencial 2021 seja estendida, devido ao atraso nas vacinações em massa contra a COVID-19.

Publicidade

Publicidade

aplicativo e dinheiro auxílio emergencial

Sobre o auxílio emergencial 2021

O auxílio emergencial 2021 tem novas regras, e uma delas é que apenas uma pessoa por família pode receber o benefício, que terá valores entre R$ 150 e R$ 250. 

Segundo o Ministério da Cidadania, quem mora sozinho receberá R$ 150; famílias com mais de uma pessoa e que sejam chefiadas por homens receberão R$ 250, e famílias chefiadas por mulheres receberão R$ 375.

O benefício é voltado para trabalhadores informais, microempreendedores individuais e pessoas desempregadas que não estejam recebendo seguro-desemprego. Além disso, há critérios quanto à renda familiar, que deve ser de até três salários mínimos ou de até meio salário mínimo por pessoa.

Publicidade

Publicidade

Para quem recebe o Bolsa Família, segue a regra que permite o cidadão escolher entre o benefício mais vantajoso. Mas o beneficiário precisa, obrigatoriamente, optar por um deles, e não pode receber os dois ao mesmo tempo.

Critérios de desempate

Em 2021, apenas uma pessoa na família poderá receber o auxílio emergencial. Conforme o decreto estabelecido pelo governo, mulheres chefes de família têm prioridade em receber o benefício.

Na ausência da mulher chefe de família, quem receberá os valores será a pessoa mais velha da família. Se houver empate, o benefício será dado, preferencialmente, à mulher.

Mas se ainda assim continuar empatado, a definição será feita por ordem alfabética do nome. 

Novos prazos

Com o novo decreto do Governo Federal, os beneficiários terão prazos padronizados para sacar o valor do benefício. O auxílio emergencial será depositado na conta bancária já existente do trabalhador, ou na Conta Poupança Digital da Caixa, através do aplicativo Caixa Tem.

Na versão anterior do benefício, os usuários do Bolsa Família tinham até nove meses para movimentar o dinheiro, e os demais beneficiários tinham 90 dias. Agora, o prazo para movimentação é de, no máximo, quatro meses. Se o usuário não movimentar o auxílio da conta, o dinheiro voltará para o governo.

Publicidade

Publicidade

Além disso, os ministérios da Cidadania e Justiça estão trabalhando em parceria para criar políticas públicas de segurança, a fim de evitar fraudes no novo auxílio emergencial.

Haverá também uma inspeção mensal das informações na base de dados, que excluirá beneficiários que não estejam dentro dos critérios do programa.

Jornalista formada pela Universidade Luterana do Brasil de Canoas/RS. Repórter, apresentadora, roteirista e redatora, com experiência em rádio, televisão e online.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário