Cartão de Crédito é a principal causa do endividamento dos brasileiros

O cartão de crédito é considerado vilão há muito tempo. Isso porque, as muitas parcelas somadas dos juros rotativos têm deixados muitos brasileiros endividados.

Além disso, a crise sanitária de Covid-19 foi um dos fatores que contribuiu para o descontrole com os gastos no cartão de crédito, já que muitas pessoas optaram por esta forma de pagamento para quitar dívidas e reabastecer a casa.

Publicidade

Publicidade

Cartão de crédito é o principal vilão de endividamento
Cartão de crédito é o principal vilão de endividamento

De acordo com o site Extra Globo, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) realizou uma pesquisa com 500 entrevistados das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro entre os dias 22 de fevereiro e 3 de março deste ano.

Para 81% dos entrevistados, o mau uso do cartão de crédito foi citado como responsável pelo endividamento no último ano. A pandemia de Covid-19 ficou em segundo lugar, com 68%, o desemprego em terceiro, com 65% e a inflação em quarto, com 30%.

Cartão de crédito: o vilão do consumo

De acordo com o levantamento, citado pelo Extra Globo, 64% dos entrevistados disseram que aumentaram o consumido durante a pandemia e isso pode justificar a necessidade de fazer dívidas para arcar com essas despesas.

Publicidade

Publicidade

Já em relação às contas de consumo, 43% dos entrevistados já deixaram de pagar, pelo menos, uma fatura no último ano. O tipo de conta que mais deixou de ser quitada pela população foi energia elétrica (36%), água (26%), internet (22%), aluguel (16%) e cartão de crédito (14%).

Vale saber que a pesquisa também avaliou os riscos que os consumidores mais temem ao deixar de pagar uma conta: 77% temem pela suspensão do serviço e 70% em ficar com o nome restrito.

Como evitar dívidas no cartão de crédito?

Muitas pessoas, principalmente durante a pandemia, usaram o cartão de crédito para comprar mantimentos e quitar dívidas, o que pode resultar em mais contas no fim do mês.

No entanto, é comum o cartão de crédito ser usado apenas para satisfazer o consumismo, o que pode ser uma porta de entrada para ter nome sujo, se o consumidor não se organizar para quitar a fatura.

Se este é seu caso, saiba que você não está sozinho: uma pesquisa do SPC afirmou que 56% dos brasileiros não sabem quanto devem e que isso pode deixar 43,3% das pessoas com o temido nome sujo.

Por isso, se você não quer fazer parte dessa estatística, veja algumas dicas para evitar dívidas no cartão de crédito:

  • Controle seus impulsos: De acordo com um levantamento do SPC, 4 em cada 10 pessoas compram por impulso. Para evitar novas dívidas, é ideal que você separe seus desejos de necessidades;
  • Faça uma lista de compras: ir ao mercado, por exemplo, sem uma lista de compras pode fazer que os gastos sejam maiores. Por isso, a dica é “fazer amizade com as listas”, seja para ir ao supermercado, comprar roupas ou ir à livraria;
  • Cartão de crédito não é renda complementar: use o cartão apenas quando tiver dinheiro e não como um escape para passar as compras no crédito.
  • Não tenha muitos cartões de crédito: o uso de vários cartões pode prejudicar a organização financeira, já que é mais fácil se perder nos valores, nos vencimentos e no total das dívidas. Concentre suas dívidas apenas em um cartão.

Melhores opções de cartão sem anuidade

Publicidade

Publicidade

Se você quer um cartão de crédito para ajudar com as finanças, saiba que existem algumas empresas que zeraram o valor da anuidade dos cartões durante este ano. Veja algumas opções que separamos:

  • Digio: ele oferece programas de cashback e descontos em estabelecimentos parceiros;
  • Credicard Zero: com ele é possível adquirir produtos de baixo custo e ainda ter acesso a muitos benefícios, como descontos em estabelecimentos parceiros, sistema de cashback e fácil controle de gastos pelo aplicativo;
  • Next: ele está na lista de melhores cartões sem anuidade, além de oferecer produtos de baixo custos e serviços como descontos, cashback e mimos para os usuários.

Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário