Cartão Mais Social com auxílio de R$ 200 no MS será distribuído em julho

Homem segurando a imagem representativa do Cartão Mais Social
Governador Reinaldo Azambuja em pronunciamento sobre o Cartão Mais Social (imagem: reprodução/site Governo do Estado do Mato Grosso do Sul)

Na próxima semana, segundo o governador Reinaldo Azambuja, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul dará início à entrega do Cartão Mais Social, beneficiando mais de 100 mil famílias de baixa-renda.

Esse novo auxílio visa disponibilizar mensalmente R$ 200,00 aos cidadãos que possuem renda mensal per capita inferior a meio salário mínimo.

Publicidade

Publicidade

Saiba mais a seguir mais sobre o programa social que beneficiará às pessoas residentes do MS.

Quem tem direito ao Cartão Mais Social?

Homem segurando a imagem representativa do Cartão Mais Social
Governador Reinaldo Azambuja em pronunciamento sobre o Cartão Mais Social (imagem: reprodução/site Governo do Estado do Mato Grosso do Sul)

Além de ser morador do estado de Mato Grosso do Sul por pelo menos dois anos, para serem atendidas pelo Programa Mais Social, as pessoas precisam estar de acordo com os seguintes requisitos:

  • Beneficiárias do Vale Renda;
  • Cadastradas no CadÚnico (Cadastro Único);
  • Grupo familiar com crianças matriculadas em escolas;
  • Renda familiar de até meio salário mínimo.

Vale mencionarmos que apenas uma pessoa por família terá direito ao auxílio, e que o receberá por dois anos.

Publicidade

Publicidade

Utilidades do Cartão Mais Social

Assim que o beneficiário tiver acesso ao dinheiro disponibilizado no cartão do programa, ele poderá utilizá-lo em estabelecimentos comerciais para comprar itens de higiene e alimentos.

No entanto, não será permitida a compra de cigarros ou bebidas alcoólicas com o Cartão Mais Social.

Inclusão para adquirir o Cartão Mais Social

A quantidade de indivíduos incluídos no Programa Mais Social tende a ser definida de acordo com a parte financeira do estado de MS e conforme a seguinte ordem de preferência:

  • Possuir menor renda do grupo familiar;
  • Ter uma mulher como chefe de família;
  • Deter maior numero de crianças entre a faixa etária de 0 a 6 anos sendo acompanhada pela Rede Pública de Saúde;
  • Mulheres que apresentam violência familiar e doméstica;
  • Maior número de Pessoas com Deficiência (PcD) ou pessoas idosas que não podem se sustentar;
  • Mulheres gestantes ou em fase de amamentação;
  • Filhos adolescentes que estejam cumprindo medidas socioeducativas.

Além disso, as pessoas solicitantes do Cartão Mais Social devem ficar atentas para não terem o benefício suspenso. Para isso, reunimos os motivos que levam à suspensão do auxílio.

Motivos para ter o benefício suspenso

Abaixo, listamos alguns motivos que fazem com que o auxílio seja suspenso, como:

  • Possuir filhos com idade inferior a 16 anos que estejam trabalhando — exceto sob a condição de aprendiz;
  • Família não localizada no endereço informado no momento em que foi realizado o cadastro no programa;
  • Ter filhos em idade escolar que não estão matriculados ou que não possuem frequência escolar mínima de 85% nas aulas do período letivo;
  • Mudar de endereço para uma residência localizada dentro do município ou em outro sem avisar a equipe responsável local pelo programa no prazo de até três dias úteis do ocorrido;
  • Faltar, por três vezes consecutivas ou cinco vezes alternadas, quando convidado, às reuniões socioeducativas sem haver justificação, entre outros.

Esses são alguns fatores que causam a suspensão do auxílio, contudo, o não preenchimento dos requisitos para obtenção do dinheiro pelo Cartão Mais Social, se refere a um motivo que leva à exclusão do programa.

Paulo Victor SilvaEstudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante de leitura e apaixonado por música.
Veja mais ›
Fechar