Caruaru participa de ato nacional em defesa da Justiça do Trabalho

Advogados, magistrados e servidores defendem a conotação técnica e não política do fechamento do órgão

As manifestações organizadas em todo o país contra o fechamento da Justiça do Trabalho chegam a Caruaru nesta segunda-feira (21). Foi para esta data que advogados, magistrados trabalhistas e servidores marcaram protesto às 8h30 em frente ao prédio que sedia a Justiça do Trabalho, no bairro Maurício de Nassau. Participarão do ato advogados, juízes, servidores, estudantes de Direito e membros da sociedade civil.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A mobilização começou depois que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) falou, em entrevista, sobre o que considera um excesso de proteção da classe trabalhadora e na defesa que fez do fechamento das varas do trabalho. Na ocasião, o presidente disse ainda que o Brasil tem mais ações trabalhistas que outros países e que, havendo clima, seu governo pode propor a extinção da Justiça do Trabalho.

Os profissionais da área do direito do trabalho defendem o não fechamento. Segundo eles, o movimento nacional não tem conotação política, mas técnica. “O órgão está inserido na Constituição Federal, trata-se de uma cláusula pétrea”, defendem.

Operação prende policiais militares que extorquiam motoristas em falsas blitze em Pernambuco

divulgação

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar