Dólar tem baixa e opera em média de R$5: como isso impacta a economia?

Notas de dólar 26/03/2015 REUTERS/Gary Cameron/File Photo

O dólar é conhecido mundialmente por ser a moeda que determina muito o valor de várias coisas, além de impactar diretamente na economia brasileira. É comum de se ouvir dizer da saudades de quando essa moeda custava apenas R$2 em relação a nossa, enquanto atualmente, bate o valor médio de R$5.

Mas, você sabe como esse valor realmente impacta a economia local? Isso afeta não somente a maneira como vemos algumas compras, mas também na hora em que vamos realizar simples compras no mercado, por exemplo.

Publicidade

Publicidade

Veja abaixo informações completas sobre como funciona, quais são seus efeitos no cotidiano do brasileiro e tudo que precisa saber sobre esse assunto.

Dólar tem baixa e opera em média de R$5: como isso impacta a economia?

Dólar tem baixa e opera em média de R$5: como isso impacta a economia?

1 – Alta da inflação

De maneira geral, o brasileiro que é de classe média é o primeiro que realmente esses impactos, visto que ele é o responsável por aumentar a inflação do país de uma maneira positiva.

Isso acontece porque a maioria das matérias primas brasileiras vem de importação, sendo assim, com a alta do dólar, vários itens do nosso cotidiano sofrem com certo aumento de preço, como é o caso da gasolina, do pão e até do simples macarrão do almoço.

Publicidade

Publicidade

Os itens que são produzidos de maneira nacional também sofrem com certo acréscimo, como é o caso do café, da soja, do açúcar, da carne e também do milho. Com o dólar em alta, o produto que é vendido mais caro em território nacional, ocasionam com que o produtor receba mais pelo mesmo do que quando se exporta.

Porém, há sempre um grande aumento em relação as exportações, o que ajuda a equilibrar a economia comercial em nosso país.

2 – Viagens ao exterior ficam mais caras

O brasileiro que é de classe média é aquele que tem o maior costume de fazer viagens internacionais, porém, geralmente é necessário economizar durante meses para conseguir bancar essa jornada.

Com o dólar em seu formato em mais alta, essa viagem acaba ficando mais cara do que o previsto, o que dificulta a ida e também o acúmulo de dinheiro prévio necessário.

3 – Aumenta as transações com o euro

Com o valor dessa moeda em alta, um dos principais benefícios para a economia de nosso país é sobre o aumento das transações que são realizadas por meio do euro, levando em conta que as negociações com a moeda podem se tornar mais proveitosas no atual momento.

4 – Dificuldade de manter a moeda local estabilizada

Quando o dólar está muito acima do que o comum, isso acaba refletindo em uma maior dificuldade para o governo para manter o real valorizado quando comparado a demais moedas, principalmente nos demais países vizinhos, como é o caso do peso do Chile, o peso da Argentina, o novo sol do Peru e o bolivianos, da Bolívia.

Quem são as pessoas que ganham com a queda/aumento do dólar?

Publicidade

Publicidade

De maneira geral, quem é mais beneficiado com o aumento do dólar são as empresas de turismo doméstico – aquelas que fazem venda de pacotes nacionais -, as empresas que vendem diretamente para o mercado interno – visto que não há a concorrência de locais externos -, as exportadores e por fim, a balança comercial do país.

Mas, também perdem grande espaço as empresas que são importadoras, as instituição que possuem dívidas em nível internacional, das quais foram negociadas primeiramente em dólar, e também o consumidor final, principalmente os brasileiros que moram no exterior e aqueles que fizeram compras com seu cartão de crédito fora do país.

De onde vem o alta do dólar na economia brasileira atualmente?

Desde o Plano Real, o atual momento da alta do dólar na economia brasileira, encontra-se no seu momento mais crítico desde então.

Isso acontece porque o avanço da moeda norte-americana já tinha um acúmulo de alta de 9,52% no mês de fevereiro de 2020, chegando ao eu valor recorde de R$4,79 no dia 9 de março.

Publicidade

Esse aumento possui vários motivos, dos quais são tanto de origem nacional e internacional. Veja quais são eles:

Publicidade

  • O Impacto do coronavírus na economia mundial e nacional;
  • A Guerra comercial intermitente entre os EUA e China;
  • O fortalecimento da economia norte-americana;
  • A grande instabilidade política na América Latina;
  • A insegurança mundial de uma grande recessão;
  • E por fim, a queda dos preços das commodities.

Marcela MazettoJornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.
Veja mais ›
Fechar