Como financiar um terreno pela Caixa? Passo a Passo e Requisitos

Na hora de adquirir um imóvel, muitas pessoas escolhem casa ou apartamento, já que estão prontos ou em construção.

No entanto, há quem prefira começar do zero e, por isso, opta pela compra de um terreno, para iniciar seu projeto dos sonhos.

Em muitos casos, essa escolha pode sair mais conta para o bolso, mas é preciso ter muita paciência e dedicação. Veja como financiar um terreno e dar início aos seus sonhos!

financiar casa

No Banco Caixa Econômica Federal, na modalidade Carta de Crédito SBPE, os terrenos podem ser financiados a partir de R$ 200 mil, sendo que o valor mínimo do financiamento é de R$ 100 mil, equivalente a 50% do preço.

O prazo para pagamento não excede 18 anos (ou 216 meses) e as parcelas não podem ultrapassar o limite de 30% da renda familiar.

Simulação

Uma simulação realizada no site da Caixa, para imóvel em São Paulo no valor de R$ 200 mil, uma pessoa com renda de R$ 6 mil, terá 216 meses como prazo máximo para financiamento e uma cota máxima para financiamento de 60%.

Para este mesmo imóvel, é solicitado uma entrada de R$ 80 mil e o preço a ser financiado é R$ 120 mil, com juros nominais de 10,93% ao ano mais TR e juros efetivos de 11,50% ao ano mais TR.

Nesta simulação, a primeira prestação será de R$ 1.689,29 e a última de R$ 585,61.

Crédito Imóvel Próprio

Esta é outra opção de financiamento, caso o valor do imóvel seja menor que R$ 200. Nesta modalidade, o pagamento pode ser feito em mais tempo, em 240 meses.

O valor contratado para quitação é depositado em conta-corrente, aberta na Caixa, e não há destinação específica.

Neste caso, o cliente que já tem imóvel quitado ou financiado pelo banco pode financiar até 60% do preço do seu imóvel. Os percentuais de financiamento variam de acordo com o tipo de imóvel, que pode ser residencial, comercial, rural ou terreno.

Clientes que já têm um imóvel financiado pela Caixa, o saldo residual não pode ser superior a 30% do valor do novo empréstimo.

Entretanto, existe uma terceira opção para clientes que desejam financiar o terreno e a construção.

Vale saber que essa contratação exige que o interessado tenha um projeto arquitetônico do imóvel, desenvolvido por um arquiteto ou engenheiro.

Será a partir do projeto que o cronograma da obra será desenvolvido, para auxiliar o acompanhamento e a liberação das etapas seguintes.

Neste caso, o valor do financiamento é liberado de acordo com a evolução das etapas do cronograma previamente elaborado.

Taxas de Juros

Se comparado com as taxas para adquirir uma casa pronta, as taxas de juros do terreno diferem, em geral, são mais altas. Veja essa simulação:

Para adquirir um imóvel novo de R$ 200 mil, na cidade de São Paulo, um cliente com renda de R$ 6 mil terá juros nominais de 8,16% ao ano mais TR e juros efetivos de 8,47 ao ano mais TR.

A diferença não é tão grande, mas é preciso saber que ele terá um financiamento mais longo e que ao final, esse montante pode fazer a diferença.

Características do financiamento

Para financiar um terreno pelo Caixa, é preciso que ele esteja localizado em área urbana ou em lugares com infraestrutura e que não existe um valor máximo para este tipo de financiamento, já que o montante será calculado com base na capacidade de pagamento.

De acordo com o presidente do Sindicato de Habitação de Pernambuco (Secovi-PE), Elísio Cruz Junior, “para conseguir o financiamento, é preciso atender a todos os requisitos do banco e um deles é que seja um terreno de fato e de direito, não pode ser um pedaço de terra, tem que estar com a documentação regularizada. Para saber se está tudo certo com o terreno, é possível pegar a certidão de propriedade no cartório”.

Passo a passo para financiar

Se interessou por algumas dessas opções? Veja o passo a passo de como solicitar um financiamento pela Caixa Econômica Federal:

  • Faça uma simulação: informe seus dados pessoas e descubra o valor da parcela, prazo e outras condições;
  • Análise de crédito: na agência, apresente a documentação para os correspondentes bancários ou para o gerente. É neste momento que a Caixa irá verificar a possibilidade de uso do FGTS e o tipo de crédito mais adequado;
  • Análise de engenharia: depois que os documentos foram entregues, a Caixa vai até o local avaliar o valor de venda e verificar as condições;
  • Assinatura do Contrato: se a engenharia verificar que está tudo certo, é feita a assinatura do contrato na agência. É necessário registrar o contrato no cartório de imóveis para liberação do crédito.

Se precisar de mais informações, entre em contato com uma agência da Caixa!

Bruna Santos
Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, é CEO da Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedin

Deixe seu comentário