Como negociar o aluguel atrasado? Dicas para quitar dívida

Quem precisa pagar aluguel sabe que durante o último ano não foi uma tarefa fácil, já que devido à pandemia, muitas famílias perderam o emprego e precisaram escolher qual conta colocar em dia.

De acordo com uma Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, divulgada no início deste ano, 66% das famílias brasileiras estão endividadas e isso reflete diretamente na necessidade de negociar o aluguel.

Analisando este contexto, separamos algumas dicas interessantes para que a negociação do aluguel seja bem sucedida para tanto inquilino quanto para o proprietário.

Aluguel atrasado: negociar as dívidas é o passo mais importante!
Aluguel atrasado: negociar as dívidas é o passo mais importante!

Como negociar o aluguel atrasado?

Veja algumas dicas que poderão ajudar você na renegociação:

  • Quanto mais cedo, mais barato

Se você é inquilino e percebe que vai começar a acumular os débitos, fale com o proprietário e evite uma dívida impagável. Já se você é proprietário e tem um inquilino que está com problemas de pagamento, esteja aberto a negociar e evite despesas futuras com a cobrança;

  • Construa uma relação de confiança

A confiança entre inquilino e proprietário facilita as atrativas na hora de resolver alguns problemas, principalmente em um momento de crise econômica.

Se o imóvel foi alugado por intermédio da imobiliária e você percebeu que as contas vão ficar apertadas, procure pela empresa quanto antes, explique sua situação e encontre juntos a melhor solução;

  • Tenha bons argumentos

Quando você for negociar o aluguel tenha argumentos consistentes para demostrar ao outro sua situação financeira e convencê-lo a fazer um acordo.

  • Mostre que sua renda foi reduzida

Se você mantém os pagamentos em dia, mas está com dificuldades, apresente ao proprietário ou à imobiliária o tamanho desse prejuízo em pelo menos duas opções:

  • Propor o congelamento de algumas parcelas por um prazo definido. Depois desse prazo, o pagamento do valor das parcelas congeladas seria diluído nas mensalidades seguintes. Essa estratégia também pode ser usada para o aluguéis atrasos.
  • Propor uma redução temporária no valor das mensalidades. Em muitos casos, é possível conseguir abatimentos entre 20% e 50% do aluguel. Se esse caminho for escolhido, tenha cautela na negociação e não ameace deixar o imóvel por falta de acordo, pois o proprietário pode ficar irredutível e complicar ainda mais sua situação.

Aluguel atrasado de imóvel não residencial

Primeiro, é importante saber que o Projeto de Lei 34/21 estabelece que os proprietários e inquilinos de imóveis comerciais têm o dever de renegociar a dívida extrajudicialmente quando a inadimplência for causada pelo combate à pandemia, já que essa medida afetou o funcionamento do comércio e da indústria.

A regra da renegociação vale para os contratos que foram assinados até 20 de março do ano passado, dia reconhecido como estado de calamidade pública no Brasil, devido à pandemia.

É importante saber que o projeto estabelece passos para a renegociação: o inquilino deve apresentar uma proposta ao locador antes de entrar com uma ação para rever o valor do aluguel.

Se o locador não responder em 15 dias ou a renegociação ultrapassar os 30 dias, o inquilino terá direito de pagar o valor do aluguel provisório, equivalente a 80% do valor e iniciar em até dois meses, a ação revisional.

Vale saber que o valor do aluguel provisório poderá ser revisto pelo juiz da ação em liminar ou na sentença. E, se o inquilino entrar na justiça sem comprovar a renegociação, o valor provisório definido em liminar não poderá ser inferior a 80%.

Financiamento atrasado: é possível negociar?

Devido à pandemia de Covid-19, mais de 2,4 milhões de compradores da Caixa já solicitaram pausa na prestação habitacional.

Se este é seu caso, saiba que de acordo com aLei 9.514 afirma que após 30 dias do vencimento de uma ou mais parcelas do programa Minha Casa Minha Vida, o banco pode iniciar o procedimento de execução extrajudicial no contrato, notificando o devedor e indicando até 15 dias para o pagamento da dívida.

Vale saber que algumas instituições financeiras dão prazo de três ou mais parcelas em atraso para iniciarem as ações legais para retomada dos imóveis. Esse prazo pode ser verificado no contrato para aquisição do imóvel.

Mas, se você está com problemas em manter o pagamento do financiamento em dia, saiba que a Caixa disponibiliza o canal Negociar Dívidas para que os clientes façam a negociação de suas dívidas 24 horas durante os sete dias da semana.

O sistema soma os valores em aberto e o devedor escolhe a data de pagamento do primeiro boleto e a quantidade de parcelas da negociação. O primeiro boleto é gerado assim que o acordo é fechado e os próximos serão enviados para seu endereço.

Saiba que muitas pessoas estão com dívidas, principalmente relacionada a aluguel e imóveis. Se este é caso, busque ajuda do seu agente e realize um acordo!

Bruna Santos
Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário