Sled permite sacar dinheiro usando maquininha de cartão: saiba como funciona

Você já deve ter notado que o mercado financeiro está passando por uma rápida transformação no Brasil e no resto do mundo. Muito disso vem acontecendo em razão da pandemia, que fez com que as pessoas desenvolvessem novos hábitos diante da necessidade de poupar e de manter o distanciamento social. 

Considerando tais fatores, a plataforma Sled desenvolveu um serviço inovador, que pretende tornar o dia a dia dos consumidores ainda mais prático. Por meio dele, os clientes do banco Original, PicPay ou da bandeira Mastercard poderão sacar dinheiro usando apenas a maquinha de cartão. 

Publicidade

Publicidade

A novidade pode ser muito vantajosa, especialmente para quem prefere ter dinheiro em mãos e fazer pagamentos à vista. Pois dessa forma não há necessidade de se deslocar até uma agência bancária. Basta se dirigir até um estabelecimento comercial credenciado próximo a você e solicitar a operação. 

saque com maquinha de cartão
Para a Sled, a novidade beneficia lojas porque diminui o risco de ter excesso de notas em caixa.

Procura por saque cresce na pandemia 

Ainda que os bancos digitais e as fintechs tenham implementado uma série de recursos para possibilitar os pagamentos online, boa parte dos brasileiros continua preferindo as cédulas de real. 

De acordo com a pesquisa divulgada pelo Banco Central em janeiro deste ano, 88% das compras de até R$ 10 são pagas dessa forma. Em relação a valores acima de R$ 500, esse percentual corresponde a 31%. 

Publicidade

Publicidade

O mesmo levantamento aponta que o volume de notas em circulação está em alta. Enquanto em dezembro de 2019 havia 280 bilhões de notas em circulação, ao fim do ano passado foram 370 bilhões.

A pandemia, que já está presente há mais de um ano, tem sido um fator de peso na hora de decidir o método de administração das finanças pessoais. Sabe-se que em momentos de crise e de incertezas econômicas as pessoas tendem a fazer saques com mais frequência para guardar o dinheiro.  

Saiba como usar o novo serviço da Sled 

São várias razões que fazem as pessoas terem preferência pelo dinheiro físico. Dentre elas, destacam-se a possibilidade de obter desconto e a prevenção ao endividamento. Afinal, desse jeito só dá para comprar aquilo que a carteira realmente permitir.  

Para quem pensa assim e sempre opta pelo pagamento com cédulas, a nova funcionalidade da Sled pode ser ideal. O único requisito, como foi mencionado, é ter um cartão de débito do PicPay, do banco Original ou da bandeira Mastercard, com saldo disponível. 

A Sled permite saque de dinheiro na maquininha de cartão para quantias de no mínimo R$ 20 e de no máximo R$ 200. É importante ressaltar que o serviço em si é gratuito, mas que pode haver incidência de tarifa a depender da instituição de onde você é cliente. 

Ao desejar realizar o saque, o usuário deverá procurar um supermercado, uma farmácia ou um posto de combustível, e pedir para fazer o saque na maquininha de cartão. Daí, no próprio caixa do estabelecimento, insira o cartão e digite a senha. Logo que a transação for aprovada o atendente irá lhe entregar o dinheiro em mãos. 

Locais credenciados

Publicidade

Publicidade

O saque com a maquininha de cartão é uma novidade no mercado financeiro e, portanto, está sendo implementada aos poucos. A Sled informou que, por hora, o serviço pode ser utilizado apenas nos estabelecimentos de Cascavel, Curitiba e Foz do Iguaçu, situados no Paraná. 

Por outro lado, há lançamentos previstos para começar esta semana nos estados Bahia, Pernambuco, São Paulo e Tocantins. A previsão é de que cinco mil pontos de saque estejam credenciados em todo o país até o fim de 2021.  

Fontes: Seu Crédito Digital, Folha de São Paulo e Yahoo Finanças.

Assuntos que podem te interessar: 

Publicidade

Uma jornalista de 23 anos, nascida e criada no quadradinho. Encantada por literatura e todas as formas de comunicação. Antes de atuar como redatora, participei dos programas de estágio do Ministério da Justiça, da Defensoria Pública do Distrito Federal e da Câmara dos Deputados. Atualmente, ocupo o papel de estudante, mais uma vez, fazendo especialização em Comunicação Organizacional e Estratégias Digitais no Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB).
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário