Consulta a restituição do Imposto de Renda é liberado pela Receita

Uma das ações que devem ser feitas anualmente pelos trabalhadores brasileiros é a declaração do IR, visto que essa é uma das maneiras mais simples de representar para o Governo que todas suas contas e recebimentos salariais estão dentro do esperado.

Você sabia que a consulta da restituição do Imposto de Renda já está liberada pela Receita Federal? Veja aqui como conseguir consultar a sua, como funciona esse processo e tudo que precisa saber sobre o assunto.

Publicidade

Publicidade

Continue lendo e fique por dentro de como realizar essa ação.

Consulta a restituição do Imposto de Renda é liberado pela Receita

Consulta a restituição do Imposto de Renda é liberado pela Receita

No horário das 10h do dia de hoje, o contribuinte do qual fez a entrega de sua declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física até o meio de março, poderá verificar se as suas contas estão corretas em conjunto com a Receita Federal.

A Receita fará a liberação da consulta do segundo entre os cinco lotes de restituição correspondentes ao ano de 2021.

Publicidade

Publicidade

Esse será o maior lote de restituição da história, seja em valores que foram desembolsados, assim como a quantidade de contribuintes. No total, são 4.222.986 contribuintes dos quais vão receber R$6 bilhões.

Nesse total, 2.906.210 são contribuintes dos quais fizeram a entrega da declaração até o dia 21 de março.

O restante das pessoas possuem prioridade local, onde 97.082 dos contribuintes sã idosos acima de 80 anos, 779.763 são contribuintes entre 60 até 79 anos e , 54.240 dos contribuintes que tem algum tipo de deficiência física, mental ou uma moléstia grave, e por fim, 385.591 são contribuintes das quais a maior fonte de renda é o magistério.

Esse dinheiro possui data de pagamento para o dia 30 de junho. É interessante lembrar que essa consulta pode ser feita rapidamente na página da Receita Federal, no seguinte link: http://receita.economia.gov.br/.

O contribuinte só precisa clicar no campo: “Meu Imposto de Renda” e depois disso, “Consultar Restituição”. A consulta também é facilmente realizada pelo app Meu Imposto de Renda, do qual está disponível tanto para smartphones no modelo Android, quanto iOS.

A consulta direto no site, permite com que se verifique eventuais pendências, das quais podem impedir o processo de pagamento dessa restituição, como é o caso daqueles que podem cair na famosa malha fina.

Publicidade

Publicidade

Caso tenha uma ou mais inconsistências ali encontradas na declaração, só é preciso enviar uma simples declaração retificadora, esperando assim pelos próximos lotes autorizados.

De início, a previsão para finalização é no dia 30 de abril, sendo que o prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física, teve seu encerramento no dia 31 de maio, causado pela segunda onda da pandemia de coronavírus.

Mesmo com o adiamento, o calendário original da restituição acabou sendo mantido, onde são cinco lotes que serão pagos entre os meses de maio e setembro, sempre contando no último dia útil de cada mês em questão.

Essa restituição será depositada direto na conta bancária que for informada na Declaração de Imposto de Renda, sendo que por algum motivo, esse crédito não seja realizado, como é o caso de contas desativadas, os valores ficam disponíveis para se ter resgate pelo tempo até um ano dentro do Banco do Brasil.

Publicidade

No caso em específico, o cidadão pode refazer o reagendamento do crédito dos valores de maneira rápida e simples por meio do portal do Banco do Brasil, ou, é possível ligar diretamente para a Central de Relacionamento BB por meio dos seguintes telefones:

Publicidade

  • Para capitais: 4004-0001 ,
  • Para demais localidades: 0800-729-0001;
  • Telefone especial único para deficientes auditivos: 0800-729-0088.

O processo é realizado anualmente, sendo que é de responsabilidade do trabalhador brasileiro, o de realizar o processo de envio de todos seus documentos correspondentes ao ano que passou, no caso, a declaração de 2021 é referente a 2020, e assim, respectivamente.

É preciso ficar de olho dentro dos prazos necessários, visto que do contrário, será preciso lidar com vários problemas fiscais e principalmente diretamente com a Receita Federal, o que pode ser bem burocrático para muitas pessoas.

Fique sempre de olho em nosso site para receber esta e demais notícias referentes ao impostos, as atualizações do governo e a tudo que o trabalhador/empreendedor que vive no Brasil precisa saber diariamente.

Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário