Cortes de luz para população de baixa renda inadimplente será adiada até setembro

Muitas pessoas estão tendo que se virar em várias maneiras para conseguirem quitar demais dívidas, sendo que algumas são essenciais para o dia a dia, como é o caso da luz.

Você sabia que muito está sendo feito para ajudar várias famílias, principalmente com o decorrer da pandemia do coronavírus? Veja aqui como funcionará o processo de adiamento do corte de luz da baixa renda e muito mais.

Publicidade

Publicidade

Continue lendo e fique por dentro.

Cortes de luz para população de baixa renda inadimplente será adiada até setembro

Cortes de luz para população de baixa renda inadimplente será adiada até setembro

A ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, decidiu no dia de hoje, que irá fazer a prorrogação por mais três meses da proibição do corte de energia, no caso por inadimplência pelas pessoas que são consideradas como consumidores de baixa renda.

Essa informações foi repassada pelo diretor-geral da Aneel, que é André Pepitone, durante uma audiência que ocorreu na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, de maneira a conseguir tratar a crise hídrica dentro de nosso país.

Publicidade

Publicidade

No mês de março a Aneel tinha decidido que iria suspender esse corte de energia por inadimplência para essa população até o final de junho. Devido a prorrogação que foi aprovada nessa terça-feira, essa proibição continua valendo até o final de setembro.

Essa medida não irá isentar os consumidores do pagamento da conta de energia elétrica, apenas irá garantir com que exista uma continuidade do fornecimento para que assim, devido as demais causas geradas pela pandemia, as pessoas que não tem condições de pagar a conta possam continuar tendo acesso a este benefício.

Decisão influencia cerca de 12 milhões de famílias

Essa iniciativa, conforme decisões da Aneel, acabará influenciando cerca de 12 milhões de famílias, das quais estão diretamente inscritas no CadÚnico, onde possuem renda menor mensal ou igual a de um meio salário mínimo por pessoa.

Também possuem direito a este benefício as famílias que são portadores de doenças, das quais precisam de aparelho eletrônico ou elétrico para dar continuidade ao processo, onde tenham renda de até três salários mínimos, além das famílias integrantes que tenham o BPC – Benefício de Prestação Continuada.

Conforme já declarado por Pepitone, essas ações permitem com que o consumidor de energia elétrica classificado como mais carente, tenha acesso a este serviço, sem ter seus valores econômicos e financeiros comprometidos por completo.

Como economizar mais luz?

Se você está dentro dessa condição, mas quer reduzir ainda mais as contas, principalmente na atual situação econômica, veja abaixo algumas dicas exclusivas para conseguir reduzir cada vez mais a luz e assim, respectivamente, sua conta.

1 – Foque na iluminação natural

Publicidade

Publicidade

Entre uma das maneiras mais conhecidas de conseguir economizar luz, é valorizar a iluminação natural que existe dentro de sua casa, sendo também muito mais prática e benéfica para a saúde.

Dessa forma, você pode reduzir a necessidade de ligar as luzes artificiais, tendo muito mais conforto visual e bem-estar com o contato direto da luz solar.

Dessa forma, evite o possível bloqueio dessa fonte natural ao ter estantes ou roupeiros maiores. Ademais, é indicar fazer a pintura de paredes com cores mais claras, o que ajuda no processo de reflexão da iluminação do sol.

Outra boa dica é a de apostar no uso de espelhos colados nas paredes, incluindo móveis espelhados, visto que é uma estratégias interessante, que dão uma sensação de maior amplitude e ajudam na iluminação dos cômodos.

2 – Faça a troca de suas lâmpadas

Publicidade

Outro ponto que merece atenção é fazer a troca das lâmpadas de sua residência, visto que esse tipo de iluminação é o responsável por 20% do consumo total da energia de sua casa. Dessa forma, você deve escolher pelos modelos que tenham menor consumo.

Publicidade

As lâmpadas consideradas como incandescentes estão entre os principais modelos que precisam ser trocados, afinal, consomem muito menos energia. Enquanto isso, as lâmpadas de LED possuem menor custo e benefício, visto que são 80% mais econômicas do que as incandescentes, sendo 30% mais econômicas que as fluorescentes.

3 – Desligue os aparelhos da tomada

Algumas pessoas acreditam se tratar de um mito, porém, já é de conhecimento que tirar os aparelhos eletrônicas da tomada realmente ajuda na redução do consumo da energia elétrica.

Entre os principais equipamentos que aumentam os custos, estão os televisores e os micro ondas.

Publicidade

Publicidade

Agora que você já sabe mais sobre como economizar energia, não perca tempo e comece a aplicar essas dicas o quanto antes.

Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário