Destaque na temporada, Leanderson Polegar se aproxima de renovação no Central

Tratativas para prolongamento de vínculo do lateral estão bem avançadas

O Central encerrou neste domingo (30) a sua agenda em 2019 com um triunfo no amistoso diante da equipe sub-23 do Corinthians, no Lacerdão. Com o término da temporada, a diretoria alvinegra já começa a projetar a montagem da equipe do próximo ano. Grata surpresa, e destaque na campanha da Patativa no centenário, o lateral-direito Leanderson Polegar está bem próximo de renovar o seu vínculo com o alvinegro de Caruaru.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em entrevista após o duelo amistoso, o jogador revelou que a diretoria já o procurou para prolongar seu contrato até o fim de 2020.

“O clube entrou em contato comigo para renovar eu tenho interesse pelo amor, pelo carinho que eu tenho pelo clube, se Deus quiser vamos fechar por mais um ano no Central.”

Incisivo pela lateral do campo, Leanderson Polegar se tornou um xodó da torcida e uma espécie de talismã para o Central. No pernambucano, figurou boa parte dos jogos no banco de reservas, mas sempre quando acionado correspondeu as expectativas e aos poucos “cavou” sua vaga no time titular. Um fruto colhido com muito empenho.

“Eu sempre falo que o coletivo serve para o individual. Graças a Deus eu fiz boas partidas na Série D, bem como no estadual e fui reconhecido pelo meu futebol.” – disse o lateral-direito da Patativa, que aproveitou também para mandar um recado ao torcedor alvinegro.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Eu agradeço muito o torcedor centralino. Em 2017, eu vim pra cá e tive poucas oportunidades, mas mesmo assim fiz bons jogos e consegui mostrar meu futebol. Agora dois anos depois, fui um dos destaques, graças a Deus, eu agradeço muito a torcida pelo amor e carinho que tiveram comigo.”

Em oito jogos disputados na Série D, Polegar balançou as redes duas vezes (Altos e Maranhão, ambos na 1ª fase).

CENTENÁRIO AMARGO

A temporada de 2019 se desenhava como promissora para a Patativa. Após um início bom no estadual, o time acabou desandando na competição, e um racha político, e apresentações abaixo da média acabou culminando na demissão do técnico Estevam Soares e na eliminação da competição.

A esperança de ir bem na Série D e conseguir passar de fora era boa. Com uma campanha instável, a Patativa ainda atingiu a classificação para o mata-mata como um dos melhores segundos colocados das chaves.

No primeiro duelo contra a Jacuipense, justamente transferido para o dia do aniversário do clube, uma vitória por 2 a 0 dava indícios que a fatura estava bem encaminhada para uma classificação às oitavas. Contudo, uma irreconhecível equipe foi derrotada pelo mesmo placar no interior baiano, e viu o sonho de avançar terminar nas cobranças da marca da cal. Adiando assim mais uma vez o projeto de chegar à terceira divisão nacional.

divulgação

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar