Dia Internacional contra a Discriminação Racial será lembrado a partir desta terça (21) em Caruaru

Para lembrar o Dia Internacional contra a Discriminação Racial, comemorado nesta terça, 21 de março, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru, em parceira com a Secretaria de Políticas para Mulheres, preparou várias ações.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

No dia 21, a partir das 8h, as atividades iniciam com uma contação de histórias, projeto intitulado “Cabelo da Lelê”, no Caic, no bairro João Mota, e na Escola Municipal Joel Pontes, que fica no bairro Santa Rosa. Às 10h, o projeto “Cabelo crespo, a raiz da identidade” será apresentado na Secretaria de Políticas para Mulheres. Às 14h, no mesmo local, será promovido um cine-debate e, às 19h, uma mesa redonda contando com a participação das militantes Tereza Raquel, Lucimary Passos, Mãe Jucy e capitã Lúcia Helena e com mediação da secretária Perpétua Dantas e Ana Dourado.

Já no dia 22, às 8h e às 14h, serão promovidos cine-debates na Casa das Juventudes Urbana, que fica na Rua Maria Celestina Queiroz, 109, bairro São Francisco (próximo ao parque ecológico). “Esse é um tema de extrema importância, tem que ter luta em todos os lugares e Caruaru não poderia ficar de fora. É preciso combater esse mal que é uma violação aos Direitos Humanos”, finaliza Fernando Silva, secretário de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Sobre o Dia Internacional contra a Discriminação Racial: foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em memória ao “Massacre de Shaperville”, em 21 de março de 1960. Nessa data, aproximadamente, vinte mil pessoas protestavam contra a “lei do passe”, em Joanesburgo, na África do Sul. Essa lei obrigava os negros a andarem com identificações que limitavam os locais por onde poderiam circular dentro da cidade. Tropas militares do Apartheid atacaram os manifestantes e mataram 69 pessoas, além de ferir uma centena de outras.

divulgação

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar