Antecipação do 13º salário do INSS: Dicas para utilizar bem o valor!

Foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (05), o decreto de antecipação do 13º salário de aposentados, pensionistas e outros segurados do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

A decisão foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e o pagamento será feito em duas parcelas para os beneficiários.

idoso em caixa eletrônico
Jair Bolsonaro assina decisão de antecipação do 13º salário do INSS

Antecipação do 13º salário do INSS

Os aposentados, pensionistas e os segurados do INSS receberão a primeira parcela correspondente a 50% do valor, com o benefício de maio, entre os dias 25 de maio e 8 de junho.

Já a segunda parcela será paga com o benefício de junho, entre o dia 24 de junho e 7 de julho.

O objetivo da antecipação é incrementar a renda e favorecer o processo de recuperação da economia, já que ela foi prejudicada devido à pandemia de Covid-19, que teve início em 2020.

No entanto, diante da antecipação do valor, já que muitas pessoas não estavam esperando por isso, é preciso ter cautela, para que não faltem recursos para as necessidades futuras.

Por este motivo, em entrevista ao JC, o personal financeiro, Leandro Trajano, compartilhou algumas dicas para que os beneficiários usem da melhor forma a antecipação do 13º salário.

Antecipação do 13º salário do INSS como renda extra

Para muitas pessoas, a antecipação do 13º salário do INSS é uma renda extra, já que ela pode sobreviver bem com o benefício mensal.

Se este é seu caso, uma dica é colocar o valor na poupança, por exemplo, para futuramente fazer uma viagem, comprar um item para a casa ou organizar uma festa.

O importante é poupar para não faltar!

Use o dinheiro na hora certa

Nem todos os aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS precisam da antecipação do 13º salário, mas é muito comum eles associarem que é um dinheiro extra.

No entanto, o beneficiário deve ficar atento, pois no final do ano ele tem uma demanda, que vai precisar do valor como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), que surgem sempre entre o final e o início do próximo ano.

Por este motivo, o personal financeiro aconselha deixar o valor guardado para a hora certa, caso o beneficiário não precise usar a antecipação do 13º salário do INSS.

Evite gastos por impulsos

Trajano explica que o valor injetado é significado para a economia do país, já que quanto mais as pessoas gastam, mais o dinheiro circula e cresce a possibilidade de empregos, aquecendo a economia.

É importante saber que muitas oportunidades do comércio e do varejo “fazem a cabeça” dos aposentados nessa época, fazendo-os gastarem por impulso.

Para não viver essa situação, é importante tentar esquecer o dinheiro, se você não precisar usar naquele instante.

Cuidado com a emoção

Sabemos que muitas pessoas não precisam da antecipação do 13º salário do INSS, mas para outras, o valor ajuda (e muito!) neste momento.

Por isso, assim que o dinheiro estiver na sua conta, o ideal é separar as necessidades, as dívidas, remédios não comprados e listar, por ordem de prioridade.

Tenha clareza do valor e faça uma pesquisa para gastar menos possível em itens. Além disso, cuidado com os gastos desnecessários, como falamos acima.

Gastos antes da hora pode resultar em empréstimos

Quem utiliza todo o recurso na antecipação do 13º salário do INSS, corre um risco grande de precisar solicitar empréstimos no final do ano para arcar com toda a despesa.

Além disso, vale saber que os aposentados são mais abordados e tentados pelo crédito fácil, concedido, muitas vezes, de forma irresponsável no Brasil, deixando muitas pessoas com dívidas.

Para não cair nesse golpe, uma dica é guardar parte do dinheiro para quitar as contas.

Ajuda

No entanto, se você está lendo essa matéria para ajudar um aposentado ou pensionista do INSS a lidar melhor com a antecipação do 13º salário, vale ajudá-lo a preparar um planejamento.

Desta forma, você pode auxiliá-lo sobre seus gastos mensais, saber qual o valor vai sobrar, se é possível poupar o dinheiro ou quitar dívidas.

Para isso, pesquise a melhor forma para ajudá-lo na educação financeira, de modo que ele não fique no vermelho, mesmo recebendo a antecipação.

Fonte: JC

Bruna Santos
Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário