Débito e crédito: Entenda a diferença entre esses meios de pagamento!

Se você está começando a via adulta agora, ou abriu uma conta bancária pela primeira vez, pode estar se perguntando qual a diferença entre as funções de débito e crédito, disponíveis no cartão magnético.  

Pois bem, essas são as opções mais utilizadas para fazer transações financeiras atualmente, tanto por facilitar o recebimento dos vendedores, quanto por oferecer mais possibilidades de compra aos consumidores. 

Publicidade

Publicidade

Ambos os recursos podem ser muito úteis a depender da situação, mas é preciso conhecê-los bem para saber quando usar cada um. Afinal, ninguém quer ficar com a corda no pescoço, não é mesmo? Entenda a seguir a diferença entre esses meios de pagamento. 

máquina de cartão

Como funciona a compra no débito?

A modalidade de compra mais simples e conhecida é a de débito. Esse tipo de cartão não requer análise bancária, pois só permite que você use o dinheiro que tiver em conta, para fazer pagamentos à vista.  

Sendo assim, o pagamento no débito tem o mesmo efeito que o dinheiro em espécie, mas é mais seguro. Em caso de roubo ou furto o titular pode entrar em contato com o banco e solicitar o bloqueio do cartão, impedindo que qualquer outra pessoa utilize seu dinheiro. 

Publicidade

Publicidade

Vale lembrar que quem tem esse tipo de cartão deve consultar o saldo constantemente, para ter certeza de que está positivo e será aceito nos estabelecimentos. Senão, o pagamento é recusado.

Essa consulta não gera custo e pode ser feita diretamente no caixa eletrônico, ou no aplicativo de celular do seu banco, quantas vezes necessárias. 

Perigo de comprar no débito com cheque especial

Se você chegou até aqui achando que não tem como se endividar usando só o cartão de débito, engano seu. Com ele o banco pode te dar direito a acessar um recurso conhecido como cheque especial. Ou seja, uma quantia em dinheiro que ficará à sua disposição na conta corrente para ser usado da forma que preferir. 

Os clientes de primeira viagem costumam cair na tentação de gastar o cheque especial e acabam se endividando na hora de devolver a quantia. Aliás, saiba que existe incidência de juros mesmo pagando em dia.  

Como funciona a compra no crédito? 

O cartão de crédito se popularizou por permitir que uma pessoa faça compras sem ter dinheiro em mãos. É como se todo o mês o banco te emprestasse uma quantia exata para gastar com o que quiser, onde quiser. 

Essa ferramenta tende a ser muito positiva, não só por aumentar o poder de compra das pessoas, mas também pela possibilidade do parcelamento, que é quando se divide o valor do produto para pagar pouco a pouco, ao longo de meses. 

Publicidade

Publicidade

Agora atenção, caso chegue a data de vencimento da fatura e você não tenha o dinheiro suficiente para pagar, saiba que poderão ser aplicadas taxas de juros, fazendo com que o valor da cobrança cresça diariamente. 

Além disso, quem não honrar com o pagamento da dívida pode ter o nome inscrito na plataforma do Serasa, impossibilitando o acesso a empréstimos e financiamentos futuros. 

Vantagens exclusivas do cartão de crédito 

Apesar dos juros, que em alguns casos podem ser abusivos, existem cartões de crédito que cobram taxas menores. Nesses casos, pode valer a pena fazer o parcelamento da compra, especialmente se você não tiver condições de pagar o valor de uma vez só. 

Outra vantagem que muitos bancos oferecem é o programa de fidelidade, que funciona basicamente assim: cada compra realizada com o cartão de crédito dá direito a uma pontuação, proporcional ao tamanho do gasto. 

Publicidade

Ao acumular uma determinada quantidade de pontos é possível trocá-los por desconto em serviços ou produtos selecionados. Os benefícios mais comuns oferecidos por esse tipo de programa são voltados para aquisição de passagens aéreas, diárias em hotéis e aluguel de carros. 

Publicidade

Leia também: Cartão de crédito pode ser usado para pagamento de taxas federais – Confira!

Ludmila Catharina
Uma jornalista de 23 anos, nascida e criada no quadradinho. Encantada por literatura e todas as formas de comunicação. Antes de atuar como redatora, participei dos programas de estágio do Ministério da Justiça, da Defensoria Pública do Distrito Federal e da Câmara dos Deputados. Atualmente, ocupo o papel de estudante, mais uma vez, fazendo especialização em Comunicação Organizacional e Estratégias Digitais no Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB).
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário