IR 2021: É necessário declarar o saldo das contas digitais? Descubra!

Estamos na época da declaração do Imposto de Renda e com o prazo estendido até dia 30 de abril, as dúvidas surgem cada vez mais.

Nós já compartilhamos muitas informações sobre o Imposto de Renda 2021, mas hoje queremos esclarecer uma dúvida bem comum: é necessário declarar o saldo das contas digitais?

Publicidade

Publicidade

Continue lendo para saber a resposta!

ilustração de transações pelo celular
Quem tem conta digital também precisa informar no Imposto de Renda

Se esta também é sua dúvida, saiba que os valores depositados e os rendimentos gerados nas contas digitais precisam ser informados na declaração do Imposto de Renda, mesmo que eles não sejam altos.

Mas, saiba que essa regra só vale para as pessoas obrigadas a declarar o imposto neste ano.

Publicidade

Publicidade

Em entrevista para o site A Gazeta, a conselheira do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-ES), Paula Koehler, e o diretor do Sindicato das Empresas de Serviço Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Estado do Espírito Santo (Sescon-ES), Marcos Antonio de Oliveira, explicaram que apenas ter uma conta digital não é um dos critérios da Receita Federal para declarar o Imposto de Renda.

Caso o cidadão seja obrigado a realizar a declaração, todas as informações devem ser prestadas, seja de rendimentos e de saldos de contas bancárias digitais ou não.

Em quais situações devo declarar Imposto de Renda?

O contribuinte que teve rendimento tributável ou não no ano passado pode ser obrigado a declarar Imposto de Renda à Receita Federal neste ano.

A regra vale para aposentados do INSS, servidores públicos ou trabalhadores assalariados que receberam rendimentos tributáveis de mais de R$ 28.559,70 no ano.

O trabalhador informal que recebeu auxílio emergencial e teve renda acima de R$ 22.847,76 também deve enviar a declaração e devolver o valor do auxílio recebido.

Quem entregar a declaração atrasada terá que pagar uma multa de R$ 164,75. Saiba que o valor varia de 1% do imposto devido a 20%.

Publicidade

Publicidade

Quem entrega o documento atrasado e tem restituição para receber terá a multa descontada diretamente no valor, pelo Fisco.

Além disso, é obrigado a declarar Imposto de Renda 2021, o contribuinte que em 2020:

  • Recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, como salário, renda como autônomo ou aluguel, por exemplo;
  • Teve rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$ 40 mil, o que inclui FGTS e seguro-desemprego;
  • Recebeu auxílio emergencial e teve renda tributável acima de R$ 22.847,76 no ano;
  • Teve lucro ao vender bens sujeitos à incidência do Imposto de Renda;
  • Realizou algum tipo de operação na Bolsa de Valores em 2020;
  • Passou a morar no Brasil e aqui estava em 31/12/2020;
  • Optou pela isenção do IR sobre o ganho de capital (lucro) na venda de imóvel residencial cujo valor foi aplicado na compra de outro imóvel no país, no prazo de até 180 dias da venda;
  • Teve receita bruta com atividade rural de mais de R$ 142.798,50 ou quer compensar as perdas na área.

Nem todas as pessoas que receberão auxílio emergencial são obrigadas a declarar Imposto de Renda e informar o valor à Receita Federal.

Pelas regras, devem declarar as pessoas que receberam o benefício federal e também receberam rendimento tributável de mais de R$ 22.847,76 no ano.

Publicidade

Este é o caso, por exemplo, de um contribuinte que recebeu o benefício, pois estava desempregado, mas que no segundo semestre encontrou um emprego que lhe garantiu R$ 22 mil ao ano.

Publicidade

Pessoas que estavam desempregadas e que receberam o auxílio, mas que precisaram declarar Imposto de Renda devido a outros motivos, como ter bens de mais de R$ 300 mil, terão que informar o auxílio.

O trabalhador que declarou Imposto de Renda em 2020 por receber renda maior do que R$ 28.559,70, em 2019, pode não precisar declarar neste ano, caso ele tenha tido salário cortado ou reduzido devido à pandemia de coronavírus.

No entanto, é muito importante consultar um contador para que ele avalie seu histórico e dê a direção certa, sobre declarar ou não Imposto de Renda.

Publicidade

Publicidade

Fonte: A Gazeta

Bruna Santos
Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário