Em tempos de crise econômica, Central enfrenta dificuldades e pede socorro

O ano de 2020 definitivamente não vem sendo bom para Central de Caruaru. O alvinegro não faz uma boa campanha no Campeonato Pernambucano, é o 7º colocado com 10 pontos em 8 jogos, teve dificuldades para pagar os seus salários desde o mês de Janeiro, está com dois meses em débito com os atletas e comissão técnica, e para variar, jogadores e funcionários passam dificuldades.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em entrevista à Rádio Metropolitana, o zagueiro Alan Miguel falou que a direção centralina não tem dado explicações ao elenco. “Estou aguardando, preciso pagar minhas contas”, disse o zagueiro.

Diante da situação financeira preocupante, a Torcida Comando Alvinegro lançou uma campanha para arrecadar cestas básicas para os funcionários do clube que residem em Caruaru. A meta é de 26 cestas, que serão repassadas para os colaboradores da Patativa.

Para os atletas, a equipe Os Donos da Bola, da Metropolitana FM lançou uma campanha para doações em dinheiro, como forma de ajudar os jogadores do Alvinegro Caruaruense.

Para terminar a semana do Central, o Diretor de Marketing do clube, Caetano Neto, deixou a atual gestão por motivos pessoais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Que a história possa mudar, mas o que vem sendo escrito agora, mostram dificuldades para a Patativa Centenária no futuro.

Por: Artur Lucena

divulgação

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido contra cópia !!
Fechar
Fechar