Empréstimo consignado – Quais são os riscos do aumento do limite? Confira!

No último dia 30, o Governo Federal sancionou a lei que aumenta o valor do empréstimo consignado. 

A medida vale, pelo menos, até o fim do ano e atinge diretamente aposentados, pensionistas, servidores públicos e empregados da iniciativa privada.  

Essa novidade foi publicada no “Diário Oficial da União” e é decorrente de uma medida provisória aprovada pela Câmara e pelo Senado no início de março. 

notas de dinheiro ao redor de pequeno cofre
Empréstimo consignado – Quais são os riscos do aumento do limite? Confira!

O que muda no Empréstimo Consignado?

Agora, o empréstimo consignado terá limite de até 40% do salário, ao invés dos 35% que eram praticados até então.  

A lei já está em vigor e, além de aumentar o limite, também libera 5% para operações com cartão de crédito -amortização de dívidas por esse meio ou para utilização com saques no cartão. 

De acordo com o texto, além de aposentados, outras categorias serão beneficiadas, como militares da ativa, da reserva, servidores públicos de qualquer ente da federação, ativos e inativos, empregados da administração direta e pensionados de servidores e de militares. 

Demais mudanças

Também visando minimizar os efeitos da pandemia do coronavírus, os bancos e instituições financeiras poderão suspender por até 120 dias o pagamento de parcelas de contratos novos e antigos, mantendo os juros do empréstimo. 

Porém, fica a critério de cada instituição adotar ou não essa carência. 

A medida estabelece também que o INSS está autorizado a conceder o benefício do auxílio-doença, mediante apresentação do atestado médico e de documentos complementares que comprovem a doença informada no atestado como causa da incapacidade.

Vale ressaltar que todas essas medidas são validas até o dia 31 de dezembro. 

O que é o crédito consignado?

O empréstimo – ou crédito consignado – é uma modalidade de empréstimo exclusiva para aposentados e pensionistas do INSS, militares das forças armadas, trabalhadores assalariados CLT de empresas privadas e servidores públicos. 

Isso porque, essas modalidades apresentadas, tem mais segurança salarial. E é aí que está a grande diferença em comparação com as demais modalidades de crédito. 

Esse tipo de empréstimo desconta suas as parcelas de quitação diretamente da folha de pagamento ou benefício do INSS do contratante. 

Dessa forma, é reduzida drasticamente o risco de inadimplência.

Quais os riscos do aumento do limite do Empréstimo Consignado?

Por ter acesso facilitado, esse tipo de empréstimo pode ser uma grande ajuda ou um grande problema na vida do cidadão. 

Em entrevista a rádio Jovem Pan, o analista financeiro e co-fundador da Escola de Investimentos, Rodrigo Cohen, explicou porquê devemos ficar atentos: 

“Desde que saibam usá-lo, as pessoas podem entender o aumento da margem do crédito consignado como algo bom. A ampliação de 5% destina-se exclusivamente a dois casos: pagamento de despesas acumuladas por cartão de crédito e utilização com finalidade de saque através, também, do cartão de crédito. Ao comparamos a taxa do consignado, cerca de 1,8%, com as do cheque especial e cartão de crédito – que podem chegar a 10% e 20%, observamos que é possível arcar com tarifas muito inferiores optando pelo consignado. Por isso, usado de maneira saudável, a ampliação do crédito pode reduzir o endividamento e tranquilizar as famílias neste momento de crise. No entanto, se o solicitante pensar nestes 5% como um meio de sacar mais dinheiro e elevar os gastos, pode acabar dando um tiro no pé com a acumulação de dívidas”, explicou Cohen. 

Por isso, é preciso fazer bem as contas e contratar o serviço apenas quando houver necessidade, além de considerar o valor das parcelas no orçamento mensal. 

Também em entrevista à rádio Jovem Pan, o Presidente da ABEFIN –  Associação Brasileira de Educadores Financeiros – Reinaldo Domingos, dá dicas para não descontrolar as finanças: 

“O primeiro passo a ser dado é mapear todos os gastos mensais para conhecer a fundo sua real situação financeira. Ainda antes de buscar pelo crédito, é preciso ter consciência de que o custo de vida deverá ser reduzido em até 40% do ganho mensal já que o consignado diminuirá seu pagamento diretamente do salário ou do benefício de aposentadoria. Desta forma, quem considera tomar o crédito precisa analisar se o valor debitado em parcelas não fará falta para os compromissos essenciais mensais”, disse Reinaldo.

Amanda Lino
Jornalista com mais de 8 anos de experiência. Trabalhou como redatora, repórter e produtora na emissora Nossa Rádio FM e produtora na Metropolitana AM, depois foi diretora-geral do conhecido podcast Mamilos, passou por algumas agências de São Paulo e Rio de Janeiro e agora, além de colaboradora da WebGo Content, é Copy Content na In House da divisão agrícola da Bayer e Host/Criadora do podcast "Me Empresta Seus Óculos".
InstagramLinkedin

Deixe seu comentário