Empréstimo na conta de luz: Como funciona? Vale a pena? Entenda aqui!

Pagar a conta de luz é algo necessário para todos os brasileiros, visto que é uma ação de consumo que é usada diariamente, seja para manter sua geladeira ligada, sua internet funcionando e tantas outras possibilidades.

Está com problemas para realizar esse pagamento? Você sabia que é possível realizar o empréstimo na conta da luz e não perder esse benefício? Continue lendo e entenda melhor.

Publicidade

Publicidade

Veja abaixo como funciona, como é possível fazer esse processo, quais são as dicas para realizá-lo e muito mais. Fique por dentro.

Empréstimo na conta de luz: como funciona?

conta de luz

O empréstimo na conta de luz é conhecido por ser uma opção segura e também confiável para aqueles que estão procurando por mais crédito no mercado, mas, há grandes chances de encontrar alguns problemas pelo fato da burocracia dos bancos e instituições financeiras.

Desde a chegada da pandemia do coronavírus em terras brasileiras, logo no início de 2020, muitas crises econômicas tomaram nosso país, sendo bem comum a procura por crédito dentro das instituições e bancos durante esse período, do qual ainda não se possui tempo determinado para passar.

Publicidade

Publicidade

Consumidores de todas as idades e de todos os tipos de perfis estão procurando por empréstimos para conseguir diminuir os problemas financeiros causados pela crise econômica, porém, não são todos que conseguem esse acesso de crédito diretamente no banco.

Dessa forma, o empréstimo da conta de luz foi criado, sendo que essa modalidade de crédito está em funcionamento desde 2019, da qual está vinculada rapidamente com a fatura mensal da energia elétrica, que é paga pelo consumidor final.

Como é feito o empréstimo na conta de luz?

Como o próprio nome já diz, o empréstimo na conta de luz quer dizer que esse valor da prestação do crédito que for contratado será incluído automaticamente no valor mensal, do qual será pago pela empresa que fornece a energia elétrica responsável em seu estado.

Ou seja, o valor da prestação de maneira mensal é acrescentado diretamente na própria conta de luz que é paga. Entenda melhor o exemplo:

Caso a conta de luz tenha o valor mensal de R$150, e o empréstimo que for contratado seja de R$150, isso mostra que a próxima fatura que virá é no valor de R$300.

É conhecida como uma forma confiável e simples de obter um empréstimo, dessa forma, muitas empresas estão atuando com esse método de concessão do crédito. A segurança fica no quesito de que a financeira precisa ter convênio com a estatal que fornece essa energia elétrica.

Quem são as pessoas que podem contratar?

Publicidade

Publicidade

Esse empréstimo da conta de luz é conhecido por ser uma forma alternativa para obter crédito pessoal, sendo destinado para os cidadãos que possuem mais dificuldade em fazer a comprovação de renda, ou de ter demais recursos dentro do mercado.

Dessa forma, até mesmo os consumidores que estejam negativos, dos quais são uma grande parte da população brasileira – sejam eles desempregados ou não -, podem conseguir um empréstimo dessa forma.

Em uma média, são oferecidos os valores entre R$500 até R$2.500, onde o prazo fica em até 18 vezes.

Veja abaixo quais são as empresas que você fazer a contratação desse empréstimo na conta de luz:

  • Porto Cred;
  • Consiga Cred;
  • PlanCredi;
  • MetaSimples;
  • Finanzero;
  • Piki.

Cuidados ao contratar um empréstimo

Publicidade

Antes de finalmente contratar esse empréstimo, é sempre necessário tomar alguns cuidados, visto que alguns deles mostram dívidas longas onde há a inclusão de juros muito altos inseridos.

Publicidade

Mas, em alguns casos eles podem ser necessários e até mesmo vantajosos, basta que fique de olho nos prós e contras que são envolvidos.

Veja abaixo alguns cuidados precisos que você deve focar antes de fazer essa contratação de empréstimo, procurando assim as melhores maneiras de ter mais comodidade financeira:

  • Procure avaliar sua necessidade de crédito;
  • Faça um planejamento bem traçado para conseguir pagar suas parcelas;
  • Tente conhecer melhor todas as modalidades de crédito que estão disponíveis dentro do mercado;
  • Faça uma pesquisa sobre os prazos e as taxas de juros incluídos;
  • Tenha cuidado com quais são os golpes e fraudes possíveis;
  • E por fim, leia com cuidado e atenção o contrato antes de finalmente assiná-lo.

Com essas pequenas dicas, fica muito mais fácil ter mais segurança durante esse procedimento, portanto, tenha atenção!

Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário