Estes estados ainda estão pagando auxílios emergenciais: você tem direito?

Por conta da pandemia do novo coronavírus alguns estados perceberam a necessidade de oferecer o pagamento de auxílios emergenciais para grupos específicos.

Os valores podem variar de acordo com o estado e com as condições apresentadas pelos beneficiários.

Publicidade

Publicidade

Conheça os benefícios oferecidos por cada estado

O presidente da república, Jair Bolsonaro, se mostrou contrário às medidas de isolamento e criticou o auxílio emergencial oferecido pelos governadores estaduais.

São Paulo

Em São Paulo foi implementado o auxílio emergencial SP Acolhe. Os pagamentos serão oferecidos à população que vive em situação de pobreza ou extrema pobreza. 

O benefício terá o valor de R$1.800 que serão divididos em seis parcelas de R$300.

Publicidade

Publicidade

É importante mencionar que os pagamentos são destinados às famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal de até três salários mínimos.

Rio de Janeiro

O Supera Rio é o auxílio emergencial oferecido em benefício de famílias inscritas no Cadastro Único, trabalhadores que perderam o emprego durante a pandemia e microempreendedores. 

O pagamento é de aproximadamente R$200, mas serão acrescidos R$50 por filho (limitado a 2 cotas), totalizando R$300 mensais. 

Para ter direito ao benefício é necessário estar com o CPF regularizado junto à Receita Federal e se enquadrar nos requisitos do  programa.

Vale lembrar que o pagamento será realizado em 9 parcelas mensais para cerca de 355 mil famílias. 

Rio Grande do Sul

O benefício Gaúcho é oferecido para mulheres chefes de família, microempreendedores individuais, empresas inscritas no Simples Nacional e trabalhadores que perderam o emprego durante a pandemia.

Publicidade

Publicidade

De acordo com o estado, cerca de 8.161 mães solo foram identificadas e têm direito a parcela única de R$800.

Além disso, cerca de 19.458 empresas vão receber ajuda de R$2 mil reais, enquanto 58 mil MEIs serão beneficiados com R$800. Outras 18.530 pessoas desempregadas também vão receber R$800.

Pará

O governo estadual do Pará vai oferecer entre R$100 e R$500 para profissionais como ambulantes, catadores de recicláveis, feirantes e guardadores autônomos de veículos que foram impactados pelas medidas restritivas da pandemia. 

Santa Catarina

Em Santa Catarina será oferecido um auxílio emergencial de R$900 para famílias inscritas no Cadastro Único, além de trabalhadores que foram demitidos entre março do ano passado e maio deste ano. 

Publicidade

O benefício será pago em três parcelas de R$300 e os interessados podem se inscrever no programa Mais Renda até 30 de setembro de 2021.

Publicidade

Paraná

O governo do Paraná vai beneficiar microempresas e microempreendedores individuais  com valores de R$1.000.

O pagamento será dividido em quatro parcelas aos MEIs, enquanto duas parcelas de R$500 serão ofertadas para MEIs e micro empresas sem inscrição estadual.

Nordeste

Na região Nordeste os governadores vão oferecer R$500 por meio do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste. A ajuda será oferecida aos filhos que perderam os pais ou responsáveis para a Covid-19.

Publicidade

Publicidade

A previsão é de que o programa Nordeste Acolhe beneficie cerca de 740 pessoas na Paraíba, 500 famílias no Piauí e 600 no Rio Grande do Norte.

Minas Gerais

Em Minas Gerais o auxílio emergencial estadual poderá ser iniciado em novembro de 2021 com pagamentos de R$600 em parcela única.

O benefício será destinado aos cidadãos inscritos no Cadastro Único com renda per capita familiar de até R$89.

Goiás

Para o estado de Goiás será oferecido o auxílio emergencial Renda Família no valor de até R$1.800.

O benefício será pago em seis parcelas mensais de R$300 e poderá atender cerca de 24 mil famílias na capital do estado de Goiás. 

Recentemente o programa foi ampliado para beneficiar mais 12 mil famílias de microempreendedores individuais (MEIs) e beneficiários do Auxílio Emergencial Federal.

Para ter direito ao benefício é necessário ter mais de 18 anos, morar em imóvel de valor venal de até 100 mil reais e não ter renda fixa, com exceção do Bolsa Família.

Piauí

No Piauí, o auxílio emergencial deve contemplar 15 mil famílias em situação de extrema pobreza e que vivem em situação de vulnerabilidade social.

O valor do benefício é de aproximadamente R$200 que serão pagos ao longo de dois meses por meio de cartão para ser usado na compra de alimentos e medicamentos.

Fontes: Valor Investe e Ache Concursos.

Felipe Calbo
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo atuante na chamada "massa de mídias", trazendo mais um braço da pluralidade de opinião em detrimento do mito da imparcialidade.
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário