IR 2021: Ganhos com cashback precisam aparecer na declaração?

Com a democratização das compras por aplicativo, surgiu uma dúvida na mente dos brasileiros: é preciso declarar ganhos com cashback no Imposto de Renda? Pensando nisso, resolvemos trazer algumas informações que vão esclarecer essa questão.

Ao se tratar de cashback, não é preciso ficar preocupado, pois a Solução de Consulta Nº 653/2017 estabelece que este tipo de benefício “não constitui fato gerador de imposto sobre a renda”.

Ou seja, não é necessário declarar ganhos com cashback no Imposto de Renda, pois o valor creditado na sua conta após uma compra é uma espécie de desconto que retorna para a sua conta e não um acréscimo no seu patrimônio.

Mesmo que não seja preciso declarar ganhos com cashback no Imposto de Renda, é preciso se manter atento às demais informações que devem ser prestadas à Receita Federal para não cair na malha fina.

Além disso, o envio da declaração encerra no dia 30 de abril. Para realizá-la, é necessário preencher seu nome completo, CPF, grau de parentesco e data de nascimento dos dependentes, endereços atualizados, cópia completa da última Declaração do IRPF, dados da última restituição ou débitos das cotas de imposto apurado e atividade profissional exercida atualmente.

receita federal

Sobre a Declaração do IR 2021

A Restituição do Imposto de Renda é quando os valores de impostos pagos no ano-base são devolvidos. O ano-base é sempre o anterior à declaração; ou seja, neste ano, você vai declarar o IR para 2021.

Para declarar o Imposto de Renda, basta acessar o programa IRPF 2021 da Receita Federal. O processo é todo automatizado e o próprio sistema vai checar se você possui valor a ser restituído.

A Receita Federal possui um calendário para a declaração do imposto. O valor da restituição do IRPF 2021 é estabelecido por lotes, que são grupos de pessoas. Quanto mais cedo você declarar seu IR, mais cedo vai receber o valor. 

Algumas pessoas ainda têm dúvida quanto à Restituição do Imposto de Renda. É por isso que nós preparamos algumas dicas, que vai te auxiliar na hora de consultar datas, valores e lotes.

Calendário IR 2021

Devido à pandemia do coronavírus, o calendário da Restituição do Imposto de Renda foi alterado. Idosos, pessoas com deficiência física e quem declarou o IR mais cedo pertencem ao primeiro lote. Confira abaixo a ordem de recebimento do Imposto de Renda.

Lote 1:

  • 1º – 17 de junho;
  • 2º – 15 de julho;
  • 3º – 15 de agosto;
  • 4º – 16 de setembro;
  • 5º – 15 de outubro;
  • 6º – 18 de novembro;
  • 7º – 16 de dezembro.

Lote 2:

  • 1º – 29 de maio;
  • 2º – 30 de junho;
  • 3º – 31 de julho;
  • 4º – 31 de agosto;
  • 5º – 30 de setembro.

Consulta ao IR

Além do calendário do IR, você também pode consultar as datas e lotes no site da Receita Federal. Desta forma, você confirma seus dados e o valor que vai receber. Confira o passo a passo:

  1. Entre no site da Receita Federal;
  2. Informe CPF e data de nascimento (apenas números);
  3. Escolha o ano de 2021;
  4. Digite os caracteres do Captcha;
  5. Clique em “Consultar”.

Na próxima página você já vai ter acesso ao seu Imposto de Renda.

Aplicativo do IR

A Receita Federal disponibiliza um aplicativo de celular para a Restituição do Imposto de Renda. A plataforma é compatível tanto com o sistema operacional Android, quanto com o iOS. 

Basta acessar sua loja de aplicativos do celular e pesquisar por “Pessoa Física”. Clique em baixar e, após finalizar o download, abra o app. Clica em “Consultar restituição”, informe seu CPF e escolha o ano de 2021.

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Luterana do Brasil de Canoas/RS. Repórter, apresentadora, roteirista e redatora, com experiência em rádio, televisão e online.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Deixe seu comentário