Empréstimo: Hora do dia influencia na aprovação do crédito, segundo estudo

A hora que o consumidor solicita um empréstimo bancário pode influenciar na aprovação.

Essa afirmação veio após os pesquisadores da Universidade de Cambridge analisarem 26.501 pedidos de empréstimos recebidos por 30 funcionários de um grande banco da Inglaterra.

Publicidade

Publicidade

A conclusão publicada na revista científica Royal Society Open Science mostra que a probabilidade de aprovação é maior em alguns horários.

Continue lendo para entender!

homens se cumprimento representando o fechamento de negócio
Hora do dia pode influenciar na aprovação de empréstimo, segundo estudo

Aprovado!

De acordo com o estudo, os gerentes de bancos estão mais inclinados a aprovar as solicitações feitas durante a manhã e no meio da tarde.

Publicidade

Publicidade

O objetivo da análise foram os “pedidos de reestruturação”, ou seja, quando o cliente quer ajustar parcelas e um empréstimo que já existem.

Em contrapartida, os empréstimos solicitados em horários próximo do almoço e da volta para o trabalho tem maior probabilidade de serem negados.

O motivo é a chamada “fadiga de decisão”, um cansaço que faz com que a pessoa tome decisões que irão gerar menos problemas e tarefas. Recusar o pedido pode fazer parte deste caso.

De acordo com o cálculo dos pesquisadores, o banco poderia ter arrecadado cerca de 500 mil dólares adicionais em pagamentos de empréstimos, se as respostas dos gerentes tivessem sido dadas no início na manhã.

Vale saber que na hora de tomar uma decisão, o gerente avalia a saúde financeira do solicitante com o risco de inadimplência apresentado por ele.

Mesmo assim, renegociar um empréstimo ainda é mais vantajoso para a instituição, já que apesar de resultar na perda das condições originais de pagamento, reduz as perdas em relação a abandono total de dívida.

Publicidade

Publicidade

Além disso, o estudo descobriu que os clientes cujos pedidos foram aprovados eram mais propensos a pagar o empréstimo do que se fossem instruídos a respeitar as parcelas originais.

O que considerar antes de pedir um empréstimo?

Um dinheiro extra na hora do aperto pode ajudar a equilibrar o orçamento, por isso, muitas pessoas pedem ajuda às instituições financeiras, que por sua vez, oferecem um valor de empréstimo.

No entanto, para que sua saúde financeira não fique mais prejudica, é preciso analisar algumas informações antes de solicitar um empréstimo.

Veja algumas dicas:

Publicidade

Faça um mapeamento dos seus gastos: avalie suas despesas e veja quais gastos você pode cortar. Mesmo que você não consiga economizar o suficiente para resolver a situação, saiba que o valor que você irá solicitar poderá ser menor.

Publicidade

Analise o objetivo de pegar um empréstimo: é fundamental ter clareza sobre a necessidade do crédito, seja para comprar um carro, fazer uma viagem ou ter mais dinheiro para fazer compras. Verifique se isso não irá te prejudicar no futuro.

Analise se o empréstimo é a melhor saída: é necessário pegar um empréstimo neste momento ou você consegue economizar durante algum tempo para ter a quantia? Se você conseguir a segunda opção é melhor, assim evitará pagar juros desnecessários.

Planeje o pagamento: antes mesmo de entrar em uma dívida, saiba como sairá dela. Veja seus gastos e lembre-se de que o ideal é que o empréstimo seja de até 15% da sua renda, para não comprometer seu orçamento e prejudicar mais ainda!

Publicidade

Publicidade

Organize sua vida financeira: separe em um caderno ou em uma pasta do computador todas as suas receitas e despesas mensais. Liste todas as dívidas, bem como número de prestações, taxas e juros para programar os pagamentos.

Busque informação na instituição financeira para saber se existe diferença entre pagamentos mensais e anuais. Fique informado também sobre os encargos do contrato, como multas e comissão de permanência, em caso de atraso de pagamento.

Cuidado com o golpe: e-mails e ligações de supostas instituições financeiras oferecendo crédito fácil acontecem a todo momento e se você fornecer seus dados pessoais pode ser vítima de golpe. Nunca informe seus dados nessas situações, pois as instituições não realizam este tipo de procedimento.

Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário