Mais de 4 milhões de inadimplentes em SP têm dívidas no cheque especial ou cartão de crédito

Cerca de 4,2 milhões de pessoas estão inadimplentes em São Paulo, capital, de acordo com levantamento do Serasa. Em todo o estado, o número fica na casa dos 15 milhões de paulistas endividados, o correspondente a 30% da população local.

As principais dívidas, tanto dos paulistas quanto dos brasileiros em geral, são com bancos e operadoras de cartões de crédito. Depois vêm as contas de água, luz, energia elétrica e gás. O valor médio das dívidas, por pessoa, fica em torno de R$ 4,6 mil.

Publicidade

Publicidade

Além disso, outro dado chamou a atenção na pesquisa do Serasa: 17% dos inadimplentes em São Paulo pagam as contas básicas de casa utilizando o cartão de crédito. Devido ao atraso no pagamento das faturas, entram os juros rotativos e as altas taxas, que geram uma bola de neve de dívidas.

inadimplentes em são paulo

Endividados pelo Brasil

O Brasil atingiu a maior taxa de inadimplência da história desde 2010. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mais de 66% das famílias brasileiras estão endividadas. 

A economista da CNC responsável pela pesquisa, Izis Ferreira, apontou que a pandemia foi responsável pelo aumento do grau de inadimplência das famílias no país, devido ao alto grau de desemprego. De acordo com a especialista, o resultado do último levantamento extrapolou o percentual de dezembro e registrou o maior nível da série histórica. 

Publicidade

Publicidade

O estudo foi realizado de 20 de fevereiro a 5 de março de 2021, com 18 mil famílias de todas as capitais brasileiras, incluindo o Distrito Federal. A coordenadora da pesquisa pontuou que as altas taxas de juros no cartão de crédito acabam elevando o custo de vida para os consumidores. 

Os serviços que mais cresceram no país nos últimos meses foram o crédito no cheque especial, crédito consignado, financiamento de imóveis e de carros. Mas o cartão de crédito segue no topo da lista de endividamento. 

Como sair do vermelho?

Se você está no vermelho, saiba que é possível negociar suas dívidas para conseguir melhores condições de pagamentos. Para te ajudar nesta missão, trouxemos algumas dicas que vão te ajudar na hora de realinhar as finanças.

1) Coloque as dívidas no papel

O primeiro passo para sair do vermelho é se organizar. Então, pegue papel e caneta ou faça uma planilha no excel, se preferir, e anote seus ganhos e contas a pagar. Assim fica mais fácil de enxergar suas pendências e pensar qual o próximo passo na renegociação das suas dívidas. 

2) Limite mensal de parcelas

O acúmulo de dívidas significa que você não estabeleceu limites e extrapolou a sua renda mensal. Por isso a importância de anotar todos os seus gastos, como dissemos acima, pois você conseguirá enxergar o limite de parcelas mensais que cabem no seu bolso, e, assim, conseguir pagar suas contas.

3) Faça uma proposta e negocia com o credor

Mostre interesse em quitar seus débitos e converse com o seu credor. Elabore uma proposta coerente, que você tem certeza que caberá no seu orçamento mensal. É no diálogo que você e o seu credor encontrarão soluções viáveis para que a dívida possa ser paga com tranquilidade.

4) Pesquise ofertas e condições de outros bancos

Publicidade

Publicidade

É interessante realizar simulações de crédito para encontrar propostas que se adequem melhor ao seu orçamento. Há instituições que oferecem melhores condições de pagamento e juros menores. 

Quando não for possível negociar com o credor original, você pode realizar a portabilidade de crédito, ou seja, transferir sua dívida para outro banco. Mas fique atento ao contrato e leia tudo com atenção antes de fechar negócio.

5) Feirões de renegociação de dívidas

Com o objetivo de facilitar o pagamento das dívidas, os órgãos de proteção ao crédito e até algumas instituições financeiras realizam feirões de renegociação de dívidas. Um dos maiores eventos desta categoria é o Serasa Limpa Nome.

Gostou das dicas de hoje? Então, chegou a hora de colocá-las em prática e se organizar para sair do vermelho. 

Publicidade

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Luterana do Brasil de Canoas/RS. Repórter, apresentadora, roteirista e redatora, com experiência em rádio, televisão e online.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário