INSS: 13º salário começa a ser pago hoje (25/5) – Veja Informações e Calendário!

A primeira parcela do 13º salário começa a ser paga hoje (25) para os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O pagamento costuma ocorrer em julho, mas foi antecipado novamente neste ano, devido à pandemia de Covid-19.

Publicidade

Publicidade

montagem de mãos enrugadas e dinheiro
13º salário começa a ser pago para aposentados e pensionistas do INSS

13º salário começa a ser pago hoje (25)

Nesta terça (25), o pagamento da primeira parcela deve ser feito para os aposentados e pensionistas que recebem até um salário mínimo e tem o número do benefício encerrado em um.

A segunda parcela do 13º salário, para este público, deve ser paga em 24 de junho.

O pagamento da primeira parcela segue até dia 8 de junho para os demais beneficiários. Já a segunda parcela será paga entre 24 de junho e 7 de julho.

Publicidade

Publicidade

13º salário: primeira parcela equivale a R$ 25,3 bilhões

Em todo o Brasil, 31 milhões de beneficiários devem receber a primeira parcela do 13º que equivale a R$ 25,3 bilhões. Esta antecipação será creditada junto com o benefício de maio.

Além disso, com a antecipação do benefício natalino, a folha de pagamento de maio do INSS injetará na economia R$ 76,3 bilhões.

Benefício até um salário mínimo

Para os beneficiários que recebem até um salário mínimo, o depósito da antecipação será feito entre 25 de maio e 8 de junho, conforme o número final do benefício, sem considerar o dígito verificador. Já a segunda tabela será paga entre 24 de junho e 7 de julho, conforme tabela abaixo.

tabela pagamento INSS 13º salario

Já os segurados com renda mensal acima de um salário mínimo, terão seus pagamentos creditados entre o dia 1º e 8 de junho, conforme o calendário abaixo. Já a segunda parcela deve ser paga entre 1º e 7 de julho:

tabela INSS 13º salario

Impacto de R$ 50 bilhões

Segundo o Ministro da Economia, Paulo Guedes, o impacto da antecipação do 13º salário é de R$ 50 bilhões. “Vamos proteger os mais vulneráveis, e os idosos, nessa segunda grande guerra contra o coronavírus”, afirmou.

Ele acrescentou também que essa medida não gera impacto fiscal extra, pois se trata de um adiantamento de despesas que já são previstas.

Publicidade

Publicidade

No ano passado, esse recurso foi utilizado e pago nos meses de março e maio.

Quem receberá o benefício natalino?

As pessoas com direito ao 13º salário são aquelas que, durante o ano, receberam aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão.

Se existir cessação programada do benefício, prevista antes de 31 de dezembro de 2021, o beneficiário receberá o valor proporcional do abono anual, de acordo com as informações do INSS.

Vale saber que a maioria dos aposentados e pensionistas receberão 50% do valor do benefício na antecipação.

Publicidade

A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Nesta situação, o valor será calculado proporcionalmente.

Publicidade

Os segurados que recebem auxílio-doença têm direito a uma parcela menor do que os 50% e a antecipação é calculada de acordo com o tempo de duração do benefício.

O desconto do Imposto de Renda será realizado na segunda parcela.

É importante saber que as pessoas que recebem benefícios assistenciais (Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social – BPC/ LOAS e Renda Mensal Vitalícia – RMV) não têm direito ao 13º salário.

Atraso na antecipação

Publicidade

Publicidade

A antecipação do 13º salário chegou a ser prometida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em março, mas devido ao atraso ocorrido na sanção do Orçamento, a medida foi adiada.

É importante saber que a sanção do Orçamento era necessária, pois os gastos obrigatórios estavam sendo feitos de forma provisória na proporção de 1/12 por mês em relação ao estimado na proposta orçamentária, conforme autorização da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO),

Por isso, o dinheiro para esses pagamentos já estava previsto nas contas do ano, mas com receio de descumprir as regras fiscais, os técnicos da equipe de Guedes defenderam que a liberação aguardasse a sanção do Orçamento.

Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário