Itapemirim inaugura voos nacionais com promoções e bagagem grátis

A empresa Itapemirim Transportes Aéreos realizou na última semana seu primeiro voo com passageiros, que saiu de Guarulhos (SP) e seguiu até Brasília, no Distrito Federal.

A Itapemirim surge no mercado para causar uma revolução, já que sua proposta é ter menos assentos por aeronave e despacho gratuito de bagagens.

Publicidade

Publicidade

Vale lembrar que essa ideia vai à contramão do mercado atual e das companhias aéreas que já atuam no país.

Itapemirim estreia voos com menos assentos, bagagens grátis e refeições.
Itapemirim estreia voos com menos assentos, bagagens grátis e refeições.

8 cidades será atendida pela Itapemirim

Para começar, a Itapemirim atuará apenas em 8 cidades, sendo: Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Porto Seguro (BA) e Salvador (BA).

O objetivo é que até junho de 2022, a companhia aérea esteja presente em 35 destinos com 50 aviões na frota.

Publicidade

Publicidade

Itapemirim vai contra empresas de companhia aérea

No entanto, vale saber que a empresa deseja realizar a marcação de assentos e o despacho de bagagens gratuitamente para sempre.

Este plano vai contra o que as outras companhias oferecem, já que nos últimos anos elas têm cobrado taxas nesses serviços.

Outra proposta da Itapemirim que será diferente das companhias atuantes no Brasil é oferecer mais conforto para os passageiros. Entretanto, essa atitude deve impactar no valor do bilhete, já que quanto maior o espaço entre as poltronas, menos passageiros poderão viajar na aeronave.

Para o UOL Economia, o presidente da Itapemirim, Sidnei Piva de Jesus, diz que a redução da margem de lucro da empresa é o que irá permitir essa iniciativa.

Todos os benefícios serão mantidos. Esse é o processo Itapemirim de voar”, disse o empresário.

Promessa de refeições a bordo

O retorno da empresa ao setor vem com o objetivo de resgatar o glamour da aviação.

Por isso, ela oferece diferenciais que tendem a agradar muito o consumidor, como conforto, que está cada vez mais escasso em favor de passagens mais baratas.

Publicidade

Publicidade

Na Itapemirim, o espaço para os assentos é maior que o normal, com cerca de 78 centímetros entre um assento e outro.

É importante saber que a companhia também pretende oferecer refeições em seus voos, quando a pandemia acabar, fugindo do padrão de lanches e salgadinhos, chamados de snacks, que, atualmente, são os mais comuns encontrados nos aviões.

A reportagem do UOL viajou em um Airbus A320, que estava configurado para comportar 162 passageiros, frente à capacidade para até 174 pessoas a bordo nas aeronaves da concorrência.

Entretanto, essa não deve ser a regra da companhia, que poderá ter interiores diferentes, mas com foco em manter o espaço entre as pernas, conforme explica o UOL.

Publicidade

O modelo que fez o primeiro voo não tinha bancos reclináveis, mas conforme a empresa explicou, outros modelos deverão oferecer essa possibilidade.

Publicidade

Assentos temporários

Ainda no voo inicial, a empresa estava com os assentos temporários. Além disso, o site não estava otimizado para ser acessado em dispositivos, como celulares e não havia aplicativo para realizar check in on-line.

O presidente da companhia disse que essas limitações são temporárias e devem ser resolvidas em breve, sem prejudicar as operações da companhia.

A empresa deve saber que conquistar um lugar não será fácil, já que a maioria dos passageiros busca passagens mais baratas ao invés de experiências luxuosas.

Publicidade

Publicidade

O segredo será equilibrar a oferta de passageiros a um preço atrativo, frente a um público consumidor que pode se incomodar diante de serviços considerados gratuitos embutidos no preço final da passagem.

Processo de recuperação judicial

Uma das situações que assombram a Itapemirim é a recuperação judicial pela qual o grupo vem passando desde 2016.

Segundo relatório da administradora judicial responsável pelo processo, a EXM Partners, ao qual o UOL teve acesso, a dívida da empresa era de cerca de R$ 250 milhões apenas em seu plano de recuperação.

Além disso, a empresa chegou a ter dívidas tributárias com a União, estados e municípios que chegavam a R$ 2 bilhões em 2019.

Durante a cerimônia do primeiro voo, Piva disse à imprensa que a Itapemirim já cumpriu o prazo da recuperação judicial, que é de dois anos, e já que fez o pedido à Justiça para que o processo seja encerrado.

Mas, vale saber que o compromisso de pagamento se estenderá por mais alguns anos, conforme revelou o presidente.

Entre agosto de 2020 e abril de 2021, foram destinados cerca de R$ 35 milhões para a criação da companhia aérea, conforme explicou a administradora judicial.

O presidente anunciou que iria receber aporte de US$ 500 milhões de um fundo dos Emirados Árabes Unidos, mas ainda não confirmou se isso foi concretizado, sob a alegação de que os termos são confidenciais.

Fonte: UOL Economia.

Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário