Juros do financiamento imobiliário – Como funciona? O que diz a lei

Ao contratar o financiamento de um imóvel o consumidor deve se atentar às taxas de juros aplicadas ao serviço de modo que consiga arcar com os valores acordados.

Vale mencionar que os juros nada mais são do que uma cobrança feita pela instituição financeira diante do empréstimo do dinheiro necessário para a aquisição de um imóvel em questão.

Publicidade

Publicidade

Modalidade de juros

De modo geral, existem duas modalidades de juros aplicadas aos serviços de financiamento imobiliário. 

A modalidade SFH possui juros limitados a 12% ao ano e a modalidade SFI não aplica limite legal.

Selic

A taxa básica de juros, Selic, que influencia diretamente na taxa de juros de financiamentos imobiliários, registrou o nível mais baixo da sua história em agosto de 2020 quando chegou a 2% ao ano.

Publicidade

Publicidade

A porcentagem se manteve até março de 2021 e desde então vem sofrendo aumentos.

Veja como funciona o juros de financiamento imobiliário

De acordo com o Banco Central, “ainda que haja uma tendência de alta da Selic, que certamente irá gerar um ajuste nas taxas imobiliárias, mesmo assim o financiamento imobiliário continuará a caber no bolso dos consumidores”.

Para se ter uma ideia, no ano passado o volume de financiamentos bateu recorde de R$124 bilhões no Brasil, ou seja, teve um aumento de 58% diante de 2019.

Cálculo

De modo geral, o cálculo dos juros de um financiamento imobiliário deve ser realizado levando em consideração o índice de correção.

Sendo assim, o saldo devedor sofre atualizações mensais que são multiplicadas por esses índices.

Mas para exemplificar como é feito o cálculo dos juros de um financiamento, vamos imaginar que o contrato é de 8% ao ano. É necessário dividir 8 por 12 para se obter um juros de 0,67%.

Financiamento

Publicidade

Publicidade

O financiamento imobiliário é basicamente uma modalidade de empréstimo concedida para a aquisição de imóveis. 

Com o recurso obtido o consumidor compra o imóvel e se propõe a pagar a dívida de forma parcelada para a instituição que concedeu o crédito.

No entanto, o pagamento deve ser acrescido de juros e correção e pode ser feito por até 35 anos com até 90% do valor.

Como solicitar

Para solicitar o financiamento imobiliário o consumidor deve contatar uma instituição financeira, apresentar os documentos exigidos e aguardar pela análise cadastral. Esta, pode impactar na taxa de juros e na própria concessão do crédito.

Publicidade

Em caso de aprovação do financiamento, a instituição disponibiliza o valor acordado e o consumidor efetua o pagamento das parcelas.

Publicidade

Geralmente é cobrado cerca de 20% do imóvel no financiamento, mas quanto menor a dívida, mais baixos são os juros.

O processo de cálculo das prestações varia de acordo com as determinações dos contratos  firmados entre o cliente e a instituição financeira, bem como sobre o sistema de amortização.

Consórcio

O consórcio pode ser uma alternativa para quem está querendo se livrar dos juros atribuídos aos serviços de financiamento imobiliário. 

Publicidade

Publicidade

Apesar dessa vantagem, o consórcio não caracteriza o consumidor como comprador até que haja a posse da residência.

Portabilidade

Outra opção para reduzir as condições de pagamentos de juros é fazer a portabilidade dos financiamentos, ou seja, é possível a operação para uma instituição mais em conta.

Veja abaixo as taxas de juros de financiamento imobiliário nos bancos tradicionais:

  • Itaú: de 5,39% a 6,90% ao ano (dependendo da modalidade escolhida);
  • Caixa: de 4,75% a 9,75% ao ano (dependendo da modalidade escolhida);
  • Banco do Brasil: a partir de 6,29% ao ano;
  • Santander: a partir de 6,99% ao ano;
  • Bradesco: de 6,7% a 6,9% ao ano.

Agora que você já sabe tudo sobre juros de financiamento é possível negociar as condições na hora de comprar seu imóvel.

Fontes: Info Money e Blog Loft.

Julia de Paula
Julia é formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e, no momento, atua como redatora para o portal NoDetalhe. Ao longo da carreira, a jornalista tem se especializado em produção de conteúdo otimizado para motores de busca e conversão, além de gerenciamento de mídias sociais e marketing digital.
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário