Lojas Americanas vai comprar Marisa: confira a negociação

A Americanas S.A. confirmou que seus assessores financeiros mantiveram contato preliminar com os assessores da Lojas Marisa para eventual oportunidade de aquisição. 

Entretanto, a empresa afirmou também que neste momento não há nenhum tipo de formalização de interesse por parte da Americanas.

Publicidade

Publicidade

Mesmo com a falta de confirmação, mas com a expectativa de negociação, as ações ON da Marisa fecharam com forte alta de 6,79% na Bolsa brasileira (B3) na última sexta – feira, dia 6 de agosto. 

No entanto, os papéis da Americanas tiveram baixa de 2,41%.

Lojas Americanas vai comprar Marisa: confira a negociação
Lojas Americanas vai comprar Marisa: confira a negociação.

Lojas Americanas vai comprar Marisa

Em nota, a Americanas que está apenas monitorando o mercado, mas sem formalizar negociações: 

Publicidade

Publicidade

“A Americanas sempre monitora, no curso normal de seus negócios, inclusive por meio de seus assessores financeiros, potenciais oportunidades no mercado. Nesse contexto, os assessores da Americanas mantiveram contato preliminar com os assessores da Marisa Lojas, sendo que não há qualquer tipo de formalização de interesse por parte da Americanas”. 

A Lojas Marisa também emitiu uma nota, informando que contratou a assessoria da Lazard para avaliar alternativas de otimização de sua estrutura de capital, o que inclui sua unidade de negócios Mbank, voltada ao crédito. 

No entanto, disse também que neste momento não há qualquer acordo firmado para a realização de uma operação, seja com as Americanas S.A., ou com outro participante de mercado.

Lojas Marisa encontra dificuldades financeiras

As prováveis negociações fazem parte de um longo esforço da Lojas Marisa de encontrar um parceiro de negócios para sair do momento de dificuldades em que vive. 

Há alguns anos a empresa busca alternativas de mercado para uma venda. Segundo o Jornal O Estado de São Paulo, no passado, a família Goldfarb, controladora do negócio, já manteve conversas com a Renner e a própria Americanas, mas elas não tiveram sucesso.

Porém, o cenário mudou e, agora, a aposta está no conceito de marketplace – em que as grandes varejistas precisam ter um leque muito maior de produtos para vender.

Por isso, há a possibilidade de que a Americanas esteja avaliando a Marisa para ampliar seu portfólio. 

Publicidade

Publicidade

A Americanas tem demonstrado que pretende expandir. Há um ano a empresa levantou uma oferta de ações na Bolsa brasileira de quase R$ 8 bilhões, com o acionista controlador, um veículo de investimento do trio Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira, injetando novos recursos na empresa.

O primeiro movimento dado neste ano foi a aquisição da Uni.Co, dona das marcas conhecidas nos corredores de shoppings Imaginarium e Puket, o que ajudou a empresa a reforçar seu portfólio e ganhar uma nova via de crescimento no formato de franquias.

As informações são do Portal Correio Brasiliense.

Jornalista com mais de 8 anos de experiência. Trabalhou como redatora, repórter e produtora na emissora Nossa Rádio FM e produtora na Metropolitana AM, depois foi diretora-geral do conhecido podcast Mamilos, passou por algumas agências de São Paulo e Rio de Janeiro e agora, além de colaboradora da WebGo Content, é Copy Content na In House da divisão agrícola da Bayer e Host/Criadora do podcast "Me Empresta Seus Óculos".
InstagramLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário