5 Melhores contas conjuntas para abrir em 2021

É importante saber escolher a melhor conta conjunta para não ter problemas financeiros

Muitas pessoas preferem manter as finanças organizadas em apenas uma conta, especialmente os casais ou pais e filhos.

Pensando nisso surgiram as contas conjuntas, onde mais de uma pessoa pode gerir os serviços.

Publicidade

Publicidade

No entanto, antes de saber quais são as 5 melhores contas conjuntas para abrir em 2021 é fundamental saber que existe mais de uma opção no mercado. São elas:

  • Conta conjunta solidária: qualquer titular pode fazer movimentações financeiras de forma independente;
  • Conta conjunta simples (ou não-solidária): para fazer movimentações, é necessária a assinatura de cada correntista.

Independente da modalidade escolhida, o processo de abertura é semelhante ao de uma conta individual.

A principal diferença entre os procedimentos são as documentações solicitadas pelas instituições financeiras que, no caso, são exigidas a todos os titulares.

Publicidade

Publicidade

Como escolher

Na hora de escolher uma instituição para abrir uma conta conjunta, os titulares devem levar alguns fatores em consideração, como confiança no banco, os serviços oferecidos, as taxas aplicadas e, especialmente, o atendimento.

De modo geral,  são os bancos mais tradicionais que oferecem essa possibilidade de criar apenas uma conta para mais de uma pessoa. É uma vantagem para os clientes, pois as taxas são cobradas apenas para uma conta.

É importante saber escolher a melhor conta conjunta para não ter problemas financeiros

Já no caso das fintechs não existem grandes problemas como taxas e juros altos, por isso elas prezam por contas individuais.

Além disso, os serviços oferecidos em relação às contas conjuntas pelos bancos tradicionais são muito semelhantes, principalmente em termos de valores para poder gerar competição no mercado.

5 melhores contas conjuntas

Agora que você já sabe o que é uma conta conjunta, é hora de saber quais são as 5 melhores opções disponíveis no mercado. Veja a lista abaixo:

Pacote Digital do Banco do Brasil

O Banco do Brasil oferece uma modalidade de conta-corrente digital e sem tarifas que pode ser oferecida para outra pessoa por meio de uma procuração.

Publicidade

Publicidade

Essa opção é oferecida aos clientes que movimentam a conta exclusivamente por meios digitais, como celulares e tablets.

Digiconta do Bradesco

Essa opção oferecida pelo Bradesco também é uma conta digital que não gera cobrança de tarifa. 

Todas as transações são gratuitas e ilimitadas, mas devem ser realizadas por canais digitais.

iConta do Itaú

A iConta também é 100% digital e gratuita. A modalidade disponibiliza transações ilimitadas e o cliente ainda recebe um cartão múltiplo (débito e crédito) internacional da MasterCard.

Publicidade

Para vincular mais de uma conta é necessário solicitar o serviço diretamente ao branco pretendido.

Publicidade

Além disso, todas essas contas também podem ser criadas pela internet. Mas quem preferir pode ir até uma agência bancária e providenciar as documentações exigidas pelo gerente.

Imposto de Renda

Apesar da conta conjunta facilitar o planejamento financeiro de casais e famílias, a hora da declaração do imposto de renda pode gerar dor de cabeça se os titulares não realizarem o procedimento de forma adequada.

Nesse caso, o contribuinte obrigado a declarar o Imposto de Renda deve informar à Receita sobre os bens compartilhados que possui, bem como a conta conjunta. 

Publicidade

Publicidade

No entanto, o tema pode gerar dúvidas sobre como declarar esses itens de maneira correta.

Para as declarações individuais é preciso verificar no informe de rendimentos o valor respectivo a cada contribuinte separadamente.

Para as declarações em que o outro titular é declarado como dependente, as informações podem ser transmitidas de forma unificada.

Na hora de informar a Receita Federal sobre a conta conjunta é necessário inserir no campo “Discriminação” presente na ficha de Bens e Direitos todos os dados da conta.

Como encerrar uma conta

Para aqueles que possuem conta conjunta, mas não viram vantagem nos serviços ou apenas não querem mais utilizar essa opção é possível cancelar.

Para encerrar basta zerar a conta sacando ou depositando e transferindo o saldo. Depois disso, os titulares podem solicitar o encerramento da conta diretamente na agência bancária.

Quem só quiser remover um titular também deve optar pelo serviço oferecido na instituição financeira.

Fontes: Guia do Investidor, Banco do Brasil, Viva o Crédito.

Julia de PaulaJulia é formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e, no momento, atua como redatora para o portal NoDetalhe. Ao longo da carreira, a jornalista tem se especializado em produção de conteúdo otimizado para motores de busca e conversão, além de gerenciamento de mídias sociais e marketing digital.
Veja mais ›
Fechar