Mendonça Filho diz que manipulação é especialidade da esquerda

Ex-ministro da educação e presidente estadual do partido Democrata em Pernambuco, Mendonça Filho, afirmou nessa segunda (13) em seu perfil no twitter que o documentário ‘Democracia em Vertigem’ é “uma manipulação absurda da história brasileira”.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mendonça reagiu em sua rede social após a divulgação da indicação do longa para categoria como ‘melhor documentário’ da famosa e mais importante premiação do mundo, a 92ª edição do Oscar. Segundo Mendonça, o documentário “é um reforço para a negação da verdadeira história brasileira” e que a manipulação é atividade da esquerda do Brasil e do mundo. “Aliás, manipular é especialidade das esquerdas brasileira e internacional’’.

De acordo com o democrata, a verdadeira história se dá pelos graves erros administrativos da ex-presidente Dilma Rousseff e do partido dos trabalhadores (PT), e que as manifestações que ocorreram no Brasil, foi uma insatisfação popular perante o governo, e que seu impedimento foi legítimo. “A verdade é: o impeachment de Dilma foi construído com milhões de brasileiros nas ruas insatisfeitos com a corrupção institucionalidade nos governos do PT, por crimes fiscais que geraram a crise econômica com 14 milhões de desempregados e a maior recessão da história”, disse.

O documentário foi realizado pela cineasta Petra Costa, que testemunha a ascensão e queda de um grupo político e a polarização que há no Brasil. Mendonça foi um personagem de destaque na luta a favor do impeachment de Dilma, e após sua queda, tornou-se ministro da educação do governo Michel Temer (MDB).

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

divulgação

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar