Bolsa Família 2021: Novas regras e Valores. Entenda!

O Bolsa Família é um programa que já existe em território nacional há muitos anos, sendo a solução e complementação de renda para muitas famílias brasileiras, geralmente em condição de carência financeira.

Este é um programa de assistencialismo do governo criado para atribuir a distribuição de renda e tornar as condições menos desiguais em nosso país.

Veja abaixo mais sobre o Bolsa Família 2021, quais são as novas regras aplicadas, quais são os valores que terão mudança efetiva e muito mais.

Novo Bolsa Família 2021: o que mudou?

Novo Bolsa Família 2021: o que mudou?

A divulgação do novo Bolsa Família está pronto para ser anunciado, sendo que demais alterações devem sair ainda nesta semana. Segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o que ainda está pendente é a aprovação do então presidente, Jair Bolsonaro.

Segundo Onyx, o lançamento deveria ter acontecido logo no final do mês de janeiro, mas, devido a vários atrasos, a divulgação do Novo Bolsa Família teve sua data adiada, dessa forma, o lançamento tem como previsão para acontecer dentro dos próximos dias.

Ele também disse que mesmo que esse seja um novo formato do Bolsa Família, ele deve continuar com o mesmo nome, visto que é o que as pessoas já têm conhecimento sobre como funciona, não havendo nenhuma necessidade de mudança efetiva.

Quais são as principais mudanças do Novo Bolsa Família?

A primeira mudança que foi mostrada pelo Ministério da Cidadania é referente ao valor que será pago aos beneficiários. No momento, a média de valor para as famílias que estão na situação de vulnerabilidade social é de R$190,00, sendo que é esperado que o reajuste seja da média de R$200.

Outra principal mudança é facilitar o retorno de cidadãos que recebiam essa ajuda financeira, mas que por várias causas, não estão mais dentro da lista de beneficiários, voltando à condição de extrema pobreza. Segundo Onyx, a intenção é gerar mais segurança para todas as famílias brasileiras em condições difíceis no quesito monetário.

Dessa forma, caso a pessoa seja uma beneficiária, porém, acabou deixando de receber o valor por ter conseguido um trabalho, mas, tenha sido demitido posteriormente, tem a chance de conseguir voltar a receber o programa, sem que se tenha a necessidade de entrar novamente na lista de espera.

O Novo Bolsa Família também mudará o limite da renda familiar que permite o ingresso do programa, sendo que assim, está prevista a inclusão de mais 300 mil novos beneficiários. No momento, a renda familiar mensal per capita que designa a situação de extrema pobreza é no valor de R$89, mas, esse valor subirá para R$92, incluindo mais famílias no pacote.

Quando falamos sobre a situação de pobreza, também terá mudanças, passando de R$178 por pessoa para R$192. Esta será a primeira alteração desde que o Bolsa Família foi criado, exatamente em 2003.

O governo também tem a intenção de criar três bolsas por mérito para estudantes que possuam destaque escolar, esportivo e também científico. Ainda não foi divulgado sobre o valor dessas bolsas, mas, acredita-se que conforme o que já foi especulado, o valor seria de R$1 mil.

Criação do programa: como foi?

O programa surgiu no Governo Lula, diante da medida provisória 132, em outubro de 2003, do qual uniu e aumentou programas de transferência de renda que já existiam, que eram:

  • O Programa Nacional de Renda Mínima diretamente vinculado à Educação – o Bolsa-escola, criado pelo Governo Fernando Henrique Cardoso;
  • O Cadastramento Único do Governo Federal – criado pelo Governo Fernando Henrique Cardoso;
  • O Programa Nacional de Renda Mínima vinculada à Saúde – Bolsa Alimentação – desenvolvido no Governo Fernando Henrique Cardoso;
  • O Programa Auxílio-Gás – Governo Fernando Henrique Cardoso.
  • E por fim, o Programa Nacional de Acesso à Alimentação – Fome Zero – criado no Governo Lula).

Dessa forma, todos eles acabaram sendo unificados e se tornando o que conhecemos hoje como Bolsa Família, facilitando todo o processo de inscrição, de distribuição e também o registro de todas as famílias que são as beneficiadas pelo mesmo.

Muitas famílias poderão ser beneficiadas pela ampliação do mesmo desde ano, portanto, fique atento aos pré-requisitos que serão informados e o que será necessário para se inscrever.

Aqui em nosso site você recebe estas e demais atualizações em primeira mão, portanto, fique ligado(a)!

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário