10 piores bancos no ranking de reclamações no 2° trimestre de 2021

O Banco Central (BC) divulgou o ranking de reclamações referente ao segundo trimestre deste ano. Ele consiste em uma lista com os bancos que mais foram alvos de queixas durante os últimos três meses. 

O BC cria o ranking de reclamações com base nas ocorrências registradas pelos consumidores, pelos canais oficiais da instituição, como internet, aplicativo BC+Perto, correspondência, presencialmente ou telefone (145).

Publicidade

Publicidade

Podem participar da lista: bancos comerciais, bancos múltiplos, bancos cooperativos, bancos de investimento, filiais de bancos comerciais estrangeiros, caixas econômicas, sociedades de crédito, financiamento e investimento (SCFI) e administradoras de consórcio.

Quais são os bancos que estão no ranking de reclamações do segundo trimestre de 2021?

Ranking de reclamações é divulgado pelo Banco Central
Banco Central divulga ranking de reclamações, com os 10 bancos que maais receberam reclamações do público no segundo trimestre deste ano. (Imagem: Banco Central / Divulgação)

Confira a lista com os piores bancos, de acordo com o número de reclamações do público:

  1. BTG Pactual / Banco Pan (Conglomerado): índice de reclamações de 103,44;
  2. Inter (Conglomerado): índice de reclamações de 66,79;
  3. Caixa Econômica Federal (Conglomerado): índice de reclamações de 32,13;
  4. Santander (Conglomerado): índice de reclamações de 28,88;
  5. Bradesco (Conglomerado): índice de reclamações de 25,33 ;
  6. Banco do Brasil (Conglomerado): índice de reclamações de 21,09;
  7. Itaú (Conglomerado): índice de reclamações de 17,59;
  8. Votorantim (Conglomerado): índice de reclamações de 4,64;
  9. Midway S.A (Crédito, financiamento e investimento): índice de reclamações de 2,45;
  10. Nubank (conglomerado): índice de reclamações de 0.

O índice de reclamações é calculado da seguinte forma: Número de reclamações reguladas procedentes dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Publicidade

Publicidade

As reclamações reguladas procedentes são as ocorrências de reclamações encerradas no período de referência (segundo trimestre de 2021). Nesses casos, o Banco Central verificou que o banco descumpriu leis ou regulamentações.

Existem também as reclamações reguladas – outras. Nelas, o Banco Central não verificou indício de descumprimento de lei ou regulamentação. 

Já as reclamações não reguladas, não cabem à supervisão do Banco Central. 

Quais são as reclamações  mais comuns no ranking do segundo trimestre do Banco Central?

Veja quais foram as reclamações reguladas procedentes mais frequentes por assunto, de acordo com o ranking de reclamações referente ao segundo trimestre de 2021:

  • Oferta ou prestação de informação sobre crédito consignado de forma inadequada: total  de 4.223 reclamações. Líder de ocorrências é o C6 Bank;
  • Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade dos serviços relacionados a operações de crédito: total de 2.338 reclamações. Líder de ocorrências é a Caixa Econômica Federal;
  • Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito: total de 2.260 reclamações. Líder de ocorrências é o Itaú;
  • Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços disponibilizados em internet banking: total de 2.197 reclamações. Líder de ocorrências é a Caixa Econômica Federal;
  • Irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking, ATM, credenciadora e operação de crédito: total de 1.826 reclamações. Líder de ocorrências é a Caixa Econômica Federal;
  • Oferta ou prestação de informação sobre a conta ou serviços acessórios de forma inadequada: total de 643 reclamações. Líder de ocorrências é o Bradesco;
  • Pix – iniciação: total de 631 reclamações. Líder de ocorrências é a Caixa Econômica Federal;
  • Oferta ou prestação de informação sobre o cartão de crédito de forma inadequada: total de 575 reclamações. Líder de ocorrências é o Itaú;
  • Concessão de crédito consignado sem a formalização do título adequado: total de 534 reclamações. Líder de ocorrências é o Mercantil do Brasil;
  • Insatisfação com a resposta recebida da instituição financeira referente à reclamação registrada no BCB: total de 489 reclamações. Líder de ocorrências é o Bradesco. 

O que os consumidores buscam nos bancos?

Uma pesquisa realizada pela empresa iProspect, em 2019,  entrevistou quatro mil consumidores de países da América Latina, como Brasil, Argentina, México, Chile e Colômbia. Os resultados do estudo revelam o que os clientes esperam dos seus bancos. 

Um dos destaques é que 81% dos participantes afirmaram estar dispostos a conhecerem novos bancos, como as fintechs. 

Publicidade

Publicidade

Os motivos para isso podem ser explicados pelos seguintes dados da pesquisa:

  • 46% dos consumidores querem que as instituições bancárias tenham soluções de atendimento de última geração, disponível 24 horas;
  • 35% deles querem websites intuitivos, tanto para desktop, quanto para dispositivos móveis;
  • 34% dos entrevistados  buscam por bancos que tenham programas de benefícios.

Todas essas características mencionadas na pesquisa são levadas em conta por fintechs. Além disso, elas mostram que os consumidores querem mais praticidade, agilidade e até mesmo garantia de segurança nos serviços bancários. 

Fontes: Banco Central e Terra. 

Marina Darie
Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário