PIX ganha prêmio de inovação em métodos de pagamento

Conhecido como um dos métodos de pagamentos que revolucionou o mercado brasileiro de transações bancárias, o PIX é um marco para que muitas pessoas podem fazer vários serviços sem ter que gastar nenhum dinheiro em cima disso.

Você sabia que ele está ganhando cada vez mais espaço dentro de terras brasileiras, isso sem falar em grandes quantidades de premiações?

Publicidade

Publicidade

Veja mais abaixo sobre como funciona o serviço e fique por dentro.

PIX ganha prêmio de inovação de pagamento

PIX ganha prêmio de inovação de pagamento

O PIX, que é conhecido por ser um sistema de pagamento instantâneo, do qual foi desenvolvido pelo Banco Central, ganhou o prêmio Fintech & Regtech Global Awards do ano de 2021, sendo assim, promovido pela especializada Central Banking, especialmente na categoria de inovação em pagamentos.

Esse meio de pagamento é considerado, muito além de apenas inovador, mas também o gerador de uma grande quantidade de ganhos no ramo de eficiência, além de ser um aliado para a inclusão financeira dentro do Brasil.

Publicidade

Publicidade

Como funciona o PIX?

Conhecido por ser um novo meio de pagamento, ele permite com que demais transferências e pagamentos possam ser feitos de maneira instantânea, independente de qual dia ou horário seja, incluindo feriados e finais de semana.

Por meio do mesmo, é possível transferir dinheiro para demais pessoas, além de fazer o pagamento para lojas e para prestadores de serviços.

Com o PIX, os pagamentos e transferências são concluídos no tempo limite de 10 segundos, o que agiliza e muito as transferências de valores entre pessoas, assim como o pagamento de contas e por fim, o recolhimento de impostos e taxas de serviços, sem falar em tantas outras possibilidades.

É interessante lembrar que tanto para enviar ou para receber um PIX, não é preciso fazer nenhum cadastro ou baixar um app especificamente para isso, basta acessar o app de sua instituição, sendo assim, só é preciso que a mesma ofereça esse tipo de pagamento.

Qual a diferença entre o PIX e demais métodos de pagamento?

A principal diferença entre os demais meios de pagamento e o PIX, é em sua maioria, a sua rapidez e disponibilidade, enquanto a maioria dos métodos comuns de transferência monetária possuem dias e horários específicos, usando o tradicional DOC e TEC, diferente do PIX, que está disponível em qualquer dia de semana e em qualquer horário.

Isso inclui finais de semana, feriados, madrugada e todas as outras possibilidades que imaginar.

Publicidade

Publicidade

Durante muito tempo, as transferências bancárias entre contas de instituições diferenciados só podiam ser feitas via TED/DOC, além de que o pagamento das contas era feito por meio de boletos, transferências físicas, além de via cartão ou dinheiro vivo.

Essas operações de maneira eletrônica podem levar alguns dias, sendo que algumas delas pode custar muito caro, sendo o valor de aproximadamente R$10 até mais, variando da instituição bancária.

É importante lembrar que o dinheiro vivo também apresenta um maior risco, tanto para quem está pagando quanto para quem está recebendo o mesmo.

A principal novidade dessa modalidade de pagamento é de que há mais uma forma de pagamento, da qual é uma maneira adicional para conseguir fazer transferências e quitações, tudo de uma maneira simples e fácil, além de segura.

Quanto custa o PIX?

Publicidade

O valor do PIX é gratuito para pessoas físicas em sua maioria dos casos, porém, pode ser pago em algumas situações, como é o caso de quem resolve fazer o PIX via físico, ao invés do digital, por exemplo.

Publicidade

Além disso, pessoas jurídicas também podem ter que pagar o valor de uso, o que muda de acordo com cada instituição em específico.

Como fazer transferências via PIX?

O processo é considerado muito fácil, sendo que pode ser executado dentro de três maneiras simples:

  • Por meio da chave PIX: conhecido por ser o e-mail, CPF/CNPJ, número de telefone ou chave aleatória, por meio desse número, é enviado o dinheiro do emissor para o recebedor correto;
  • É possível também informar os dados bancários das pessoas que vão receber esse pagamento, como se fosse o método tradicional do TED/DOC, sendo usado o nome completo, CPF, número de instituição, agência e por fim, a conta;
  • Por fim, é possível fazer essa ação por meio de um código QR Code, seja por meio da leitura do código com a câmera do celular, ou, usando o PIX copia e cola.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário