IR 2021: 5 milhões ainda não fizeram a declaração, prazo para envio termina hoje (31/05)

Prazo para declaração de Imposto de Renda termina hoje (31)
Prazo para declaração de Imposto de Renda termina hoje (31)

Hoje (31) é o último dia do prazo estendido para declaração de Imposto de Renda Pessoa Física, então, se você ainda não declarou, dá tempo!

De acordo com a Receita Feral, até dia 28 de maio, cerca de 5 milhões de contribuintes não acertaram suas contas com o Leão. O que pode ocasionar em multas.

Publicidade

Publicidade

De acordo com o balanço mais recente, 27.576.564 contribuintes enviaram a Declaração do Imposto de Renda, 84% do previsto para este ano.

Prazo para declaração de Imposto de Renda termina hoje (31)
Prazo para declaração de Imposto de Renda termina hoje (31)

Último dia para declarar Imposto de Renda

A Fisco espera receber neste ano até 32.619.749 declarações. Vale saber que no ano passado foram enviadas 31.980.146 declarações.

A entrega para as declarações começou em 1º de março e devem seguir até hoje (31), às 23h59. É importante lembrar que a data foi adiada para suavizar das dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia de covid-19.

Publicidade

Publicidade

Devido ao agravamento da pandemia, no mês de abril, a Câmara e o Senado aprovaram o projeto que adiaria novamente o prazo para 31 de julho, mas o presidente Jair Bolsonaro vetou a proposta, após a recomendação da Receita Federal.

Imposto de Renda: atraso na entrega pode resultar em multa

O prazo para entrega segue até hoje (31), mas quem perder a data deverá pagar multa de R$ 165,74 ou 1% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

É importante lembrar que a entrega é obrigatória para quem recebeu acima de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2020, o que equivale a um salário acima de R$ 1.903,95, incluindo o décimo terceiro salário.

Além disso, também deverá entregar a declaração quem:

  • Recebeu rendimentos isentos acima de R$ 40 mil no ano passado;
  • Quem tenha obtido ganho capital na venda de bens ou realizou operações de qualquer tipo na Bolsa de Valores;
  • Tem patrimônio acima de R$ 300 mil até 31 de dezembro de 2020;
  • Quem optou pela isenção de imposto de venda de um imóvel residencial para a compra de outro imóvel até 180 dias.

Restituição

Segundo as estimativas da Receita Federal, 60% das declarações terão restituição de imposto, 21% não terão imposto a pagar e nem a restituir e 19% terão imposto a pagar.

Assim como no ano passado, a restituição será paga em cinco lotes, distribuídos nas seguintes datas:

  • 31 de maio (primeiro lote);
  • 30 de junho (segundo lote);
  • 30 de julho (terceiro lote);
  • 31 de agosto (quarto lote);
  • 30 de setembro (quinto lote).
Publicidade

Publicidade

As datas da restituição não serão alteradas, mesmo com o adiamento do prazo na entrega da declaração de Imposto de Renda Pessoa Física.

Novidades na declaração

Entre as principais regras para a declaração do Imposto de Renda neste ano está a obrigatoriedade de declarar o auxílio emergencial de quem recebeu mais de R$ 22.847,76 em outros rendimentos tributáveis e a criação de três campos na ficha “Bens e direitos”, para que o contribuinte informe criptomoedas e outros ativos eletrônicos.

Empresas, bancos e demais instituições financeiras e os planos de saúde tiveram seus prazos, para fornecerem os comprovantes de rendimentos, encerrados em fevereiro.

O contribuinte deve juntar todos os recibos de aluguéis, de pensões, de prestações de serviços e notas fiscais usadas para comprovar as deduções.

Qual o valor da multa por atraso?

Publicidade

A entrega da Declaração de Ajuste Anual depois do prazo ou a não apresentação, caso seja obrigatória, está sujeita a multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso.

Publicidade

Sendo assim, a multa será valor mínimo de R$ 165,74 e valor máximo correspondente a 20% do Imposto de Renda devido.

Além disso, terá por termo inicial, o primeiro dia subsequente ao término do período fixado para a entrega da Declaração e por termo final, o mês em que a declaração foi entregue ou não.

Não deu tempo de declarar. E agora?

Uma opção para estes casos são a entrega é a entrega incompleta do documento, apenas com as informações de identificação e depois incluir os demais dados por meio de uma declaração retificadora. Desta maneira, é possível driblar a multa por atraso.

Publicidade

Publicidade

Converse com seu contador sobre este assunto!

Bruna SantosJornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
Veja mais ›
Fechar