Preço da gasolina pode chegar a R$8 o litro?

De acordo com recente pesquisa de preços publicada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, o preço do litro da gasolina comum passou de R$7 em cerca de quatro estados brasileiros. Mas será que ela pode aumentar ainda mais e chegar a R$8?

No estado do Rio de Janeiro, aproximadamente 255 postos de combustíveis registraram R$7,05 por litro de gasolina, enquanto o valor médio é de R$6,48.

Publicidade

Publicidade

Gasolina já custa quase R$8 em diversos estados

Outros 39 pontos analisados no estado do Acre tiveram a média de preço por litro de R$6,45, enquanto o valor máximo registrado foi de R$7,13.

Já nos estados do Rio Grande do Sul e Tocantins os valores mais altos foram de R$7,18 e R$7, 36, respectivamente.

Preço médio da gasolina

Recentemente a Petrobras anunciou cerca de 3,5% de aumento no valor médio da gasolina nas refinarias, chegando a R$2,78 por litro.

Publicidade

Publicidade

A justificativa da entidade para aplicar o aumento foi o alinhamento perante a paridade internacional. 

Para além da cotação nas refinarias, os valores nos postos de combustíveis variam conforme a adição de biocombustíveis obrigatórios, margens de distribuição e revenda.

Preço médio do etanol

Por ser concorrente direto da gasolina nas bombas, o etanol sofreu valorização de 2,22% e apresenta uma média de R$4,497 por litro.

Em relação ao preço de biocombustíveis é possível notar um avanço significativo nas usinas.

De acordo com o indicador Cepea/Esalq, o preço do etanol na praça de São Paulo passou de 9,2% desde a última semana de julho.

Inflação

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo aumentou 0,96% em julho, acumulando alta de 4,76%, no ano, e de 8,99% em 12 meses até o último mês.

Publicidade

Publicidade

Em comparação com a inflação, a gasolina subiu muito mais e causou um impacto de 0,09 ponto porcentual no IPCA de julho. 

O combustível registrou alta de 1,55% no mês passado, acumulando um aumento de 27,51%, no ano, e de 39,65%, em 12 meses. 

O aumento dos valores da gasolina nas bombas é menor que o reajuste nas refinarias que chegou a 51% no acumulado do ano.

Bolsonaro divulga informações falsas sobre o preço da gasolina

Recentemente, durante uma live em uma rede social pessoal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) alterou diversos dados para apontar que a gasolina não está cara. Além disso, Bolsonaro ignorou os aumentos consecutivos dos preços este ano.

A gasolina tá cara? Não tá cara a gasolina, não. Não tá R$6,00, R$6,50, R$7,00, não é verdade. Tá custando na refinaria, o litro da gasolina, R$1,95, em média. O imposto federal, na casa dos R$0,70, valor fixo desde janeiro quando eu assumi. Então, tá na ordem de R$2,70 o preço da gasolina. O que ultrapassa o R$2,70, pra chegar a R$5,70? Aí é o frete, margem de lucro e ICMS. O ICMS, em média, é o dobro do imposto federal. Agora, quando aumenta na refinaria, que aumenta sim, é pouco, mas aumenta, o ICMS acompanha.” afirmou Bolsonaro durante a live.

Publicidade

Ao afirmar que o “litro da gasolina” custa R$1,95 na refinaria, o presidente forneceu uma informação falsa, pois até a semana anterior à fala a contribuição da Petrobras para o preço do litro na bomba era de R$1,97. 

Publicidade

Depois o valor foi reajustado e a contribuição da estatal chegou a R$2,03. Além disso, Jair usou a expressão “litro da gasolina” de forma incorreta ao falar da fatia de 73% de gasolina que é misturada a 27% de etanol, compondo o combustível comum que chega às bombas.

Falas inconsistentes

Também foram percebidas diversas distorções de dados corretos, mas utilizados fora de contextos, bem como omissões de informações importantes para a compreensão do tema.

Apesar de Bolsonaro dizer corretamente que os impostos federais sobre a gasolina não foram reajustados, o valor dos tributos para a gasolina é maior do que o mencionado pelo presidente. 

Publicidade

Publicidade

De acordo com dados da Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes), o PIS/Cofins chegou a R$0,79 por litro e a Cide, em R$0,10 por litro no período mencionado.

Nesse caso, os impostos federais somavam R$0,89 por litro, superior aos R$0,74 mencionados pelo presidente.

Fontes: UOL, Correio Braziliense e Exame.

Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo atuante na chamada "massa de mídias", trazendo mais um braço da pluralidade de opinião em detrimento do mito da imparcialidade.
Linkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário