Governo prevê inflação de 7% até o fim do ano e de 4% em 2022: saiba como isso afeta seu bolso

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, na última sexta-feira (03), que o Brasil atravessa o pior momento em relação à inflação.

No entanto, Guedes afirma que a taxa deve começar a retroceder, chegando ao final deste ano em 7% e terminando 2022 próximo a 4%.

Publicidade

Publicidade

Para Guedes, Brasil enfrenta pior momento da inflação. Foto Suno
Para Guedes, Brasil enfrenta pior momento da inflação. Foto Suno

Inflação

Durante sua participação no evento virtual “Scoop Day”, Guedes também afirmou que o governo não prevê renovar o auxílio emergencial, que vence em outubro, mas destacou que é a pandemia que define o tempo do benefício.

“Se viesse a variante Delta, se ela subir, se aumentar de novo a taxa de mortalidade, a infecção estiver fazendo vítimas, aí tudo bem, aí vamos embora de novo com o auxílio emergencial, mas não é o que nós estamos vendo no momento”, disse Guedes.

Sobre a inflação, com alta de 8,99% em 12 meses até o mês de julho, Guedes disse que o governo está cumprindo seu papel adotando uma política fiscal austera, e com o Banco Central atuando na política monetária.

Além disso, ele acredita estarmos passando pelo pior momento da inflação e que daqui para frente a taxa deve começar a cair lentamente.

Publicidade

Publicidade

Guedes também lembrou dos desafios que o país está passando, destacando a crise hídrica.

Alteração no Imposto de Renda

Sobre a perspectiva para votação da reforma do Imposto de Renda no Senado, após o projeto ter sido aprovado esta semana na Câmara, o ministro disse estar confiante que terá apoio dos senadores.

Ele considerou um equívoco a derrubada no Senado do projeto do governo que instituíra programas para criar empregos.

“Claramente há um problema no Senado, o governo ainda não conseguiu formular sua base de sustentação”, disse Guedes.

Ainda que a proposta de reforma do Imposto de Renda do governo tenha sofrido alterações na Câmara, para Guedes, as ideias centrais foram preservadas, como a redução da tributação sobre empresas e pessoas físicas e a imposição da taxação dos dividendos.

O ministro disse não estar preocupado com a possibilidade de a reforma trazer perda de arrecadação, já que as receitas estão vindo muito acima do esperado em meio à retomada da economia.

Inflação 2022

O Boletim Focus, do Banco Central, divulgou na última segunda-feira (06) que a inflação deve continuar subindo em 2022, além de haver uma diminuição na projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB).

Publicidade

Publicidade

Com relação ao PIB, para o fim do ano, o mercado projeto crescimento de 5,15. Vale lembrar que na semana interior, o Focus indicava um aumento de 5,22%.

O recente resultado apresenta a quarta semana consecutiva de diminuição na perspectiva do mercado. Há um mês, a projeção para este ano era de 5,30%.

Alta da inflação deve continuar

Para 2021 e 2022, o mercado financeiro segue com estimativa de alta para a inflação. A perspectiva para o ano que vem, para o Índice Nacional de Preço do Consumidor Amplo (IPCA) saltou de 2,95% para 3,98%. Esta foi a sétima semana consecutiva de elevação.

No caso da projeção, para o até o fim de 2021, o boletim Focus aponta um aumento de 7,27 para 7,58%.

Publicidade

O resultado recente indica que a vigésima semana seguida de aumento. Há quatro semanas, o mercado esperava que a inflação deste ano fosse de 6,94%.

Publicidade

A meta da inflação, de acordo com o Banco Central, para este ano, é de 3,75%. Já para o próximo ano, a meta é de 3,50%. Esse patamar possui um intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Fonte: CNN 

Jornalista com mais de 7 anos de experiência. Atuou como redatora em jornais impressos, sites especializados em moda e agências de comunicação em Mogi das Cruzes, São Paulo e Goiânia. Fez parte da equipe voluntários da ONG Trupe do Riso, cuidando das redes sociais da instituição. Além de colaboradora da WebGo Content, atua na Agência Conect, especializada em comunicação e marketing para profissionais da Saúde.
FacebookInstagramLinkedinWikipédia

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário