Cred Pop: programa no Recife oferece empréstimo para empreendedores. Entenda mais!

Os MEIs (Microempreendedores Individuais) do Recife já podem participar do programa que oferece R$ 3 mil para os pequenos empreendedores, o Cred Pop.

Esse programa abrange outras categorias, como as empresas de grande porte. Neste post, fique por dentro dessa oportunidade de crescimento! Saiba mais a seguir.

Programa Cred Pop no Recife

prefeito do Recife, João Campos
Prefeito João Campos (Imagem: Divulgação/Prefeitura de Recife)

Além dos MEIs e empresas de grande porte, os empreendedores formais e informais, as organizações econômicas coletivas e solidárias e as empresas de pequeno porte também podem participar do programa.

Dentro dessas categorias, há prioridade para os jovens, pessoas pretas, pardas e pessoas portadoras de necessidades especiais.

O microempreendedor que atender a um desses requisitos e que consolide Recife como uma cidade empreendedora, vai conseguir empréstimos no valor de até R$ 3 mil.

Como vai funcionar o empréstimo?

Aquele que solicitar empréstimo vai ter que quitar a dívida em 12 vezes (número total de parcelas) com taxa de juros de 0,99%.

Assim, o microempreendedor que sempre efetuar em dia o pagamento das parcelas, terá a 12ª parcela quitada pela prefeitura.

A administração municipal espera que até o ano de 2024, aproximadamente 10 mil recifenses sejam contemplados.

A atuação de cada área no Programa Cred Pop

Segundo Marcelo Barros, o presidente da Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), os recursos do Cred Pop têm como origem o Poder Executivo Municipal.

Assim, a AGE é quem se responsabilizará por realizar a disponibilização do empréstimo aos solicitantes.

Em suma, a agência tem a finalidade de promover a operacionalização, a análise da qualidade do crédito, bem como permitir as liberações e os pagamentos.

Como se cadastrar no Programa Cred Pop?

O empreendedor que pertença a cidade de Recife e queira solicitar o empréstimo, precisa fazê-lo por meio da Plataforma Conecta Recife ou do aplicativo.

O que é preciso para ser MEI?

A pessoa com interesse em virar MEI, precisa se adequar aos seguintes requisitos:

  • Anualmente deve apresentar renda bruta de até R$ 81 mil, o que significa R$ 6.750,00 por mês;
  • Não possuir vínculo empregatício em outra empresa;
  • Não apresentar participação em outra organização como titular ou sócio.

Como fazer o registro como MEI?

O procedimento para se formalizar como MEI é grátis. Para isso, o interessado precisa acessar o Portal do Microempreendedor Individual.

Nesse site, deve clicar em “Formalize-se”. A partir disso, surgirá um formulário que precisa ser preenchido com informações pessoais.

Além disso, para se formalizar, a pessoa deve ter CPF e não pode ter débito com a Receita Federal. Embora não seja necessário que tenha um alvará para funcionamento, a organização pode sofrer vistoria fiscal.

Vantagens em ser MEI

Ao optar em ser MEI, o indivíduo é inscrito no CNPJ sem haver custos e sem burocracia. Além disso, há benefícios como:

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante de leitura e apaixonado por música.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário