Como funciona o PROUNI: requisitos para receber bolsas de estudos em universidades particulares

Estão abertas as inscrições para o segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni). Nesta edição, os candidatos concorrerão a mais de 134 mil bolsas em universidades privadas de todo o Brasil.

Para isso, os interessados precisam efetuar inscrição até as 23h59min do dia 16 de julho (sexta-feira).

Publicidade

Publicidade

Saiba mais a seguir quais são os requisitos para conseguir uma bolsa de estudos no ProUni e como funciona o programa.

Como vai funcionar o ProUni 2021

Pessoa mexendo em um notebook e escrevendo em um papel
O ProUni oferece bolsas integrais e parciais (imagem: reprodução/site Católica EaD)

Como a primeira edição do ProUni deste ano considerou excepcionalmente os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) realizado em 2019, esta será a primeira vez que os candidatos que realizaram o exame de 2020 terão a chance de utilizar suas notas para conseguirem uma bolsa.

Por meio do ProUni, as pessoas que não conseguiram vaga em uma universidade pública pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), agora, têm a possibilidade de ingressar numa instituição de ensino superior privada.

Publicidade

Publicidade

Assim, as pessoas que têm renda de até três salários mínimos e que não possuem diploma universitário podem concorrer a uma bolsa de estudos.

Além disso, abaixo detalhamos outros requisitos sobre o programa.

Requisitos para participar

Ter participado do ENEM 2020 é uma condição fundamental para se candidatar a uma vaga. Além disso, na média das cinco provas, o candidato deve ter alcançado nota igual ou superior a 450 pontos, e na prova de redação, nota acima de zero.

Diante disso, vale mencionarmos os seguintes requisitos para participar do ProUni 2021:

  • Ter cursado todo o ensino médio em instituição da rede pública, ou ter concluído a formação em uma escola privada sob a condição de bolsista integral — a combinação das duas modalidades de ensino também é válida;
  • Possuir renda bruta per capita de até 1,5 salário mínimo mensal para bolsas integrais e, para bolsas parciais de 50%, até 3 salários mínimos por pessoa — exceção aos professores;
  • Atuar como professor da rede pública contanto que não tenha graduação, esteja exercendo o magistério no ensino básico e faça parte do quadro permanente de dada instituição pública — nesse caso não há necessidade de comprovação de renda;

Além dessas condições, é importante mencionarmos que as pessoas que realizaram o ENEM sob a modalidade “treineiro”, não poderão se inscrever no ProUni 2021.

Tipos de bolsa do ProUni

Esse programa do Ministério da Educação detém dois tipos de bolsas de estudos, são eles:

  • Bolsa integral: nessa modalidade, o candidato tem direito a cursar sua graduação sem se preocupar com a mensalidade, pois a bolsa cobre 100%;
  • Bolsa parcial: o estudante deve arcar com 50% do valor da mensalidade — 50% será pago por esse tipo de bolsa.
Publicidade

Publicidade

De forma clara, a bolsa integral é voltada às pessoas que possuem renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo. Enquanto a bolsa parcial serve para os candidatos que têm renda bruta mensal per capita de até 3 salários mínimos.

Como se inscrever para o ProUni 2021?

Para se inscrever no ProUni, os candidatos precisam utilizar a internet e acessar o site oficial do programa.

Nessa plataforma, basta inserir o número de inscrição e senha do ENEM — ressaltamos que a edição do exame deve ser a mais recente.

Após isso, preencha as informações que forem solicitadas e, das opções disponíveis de curso, selecione duas.

Publicidade

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante de leitura e apaixonado por música.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário